Número de mortos em África sobe para 2.151 em quase 58 mil casos

9 de Maio 2020

O número de mortos devido à covid-19 em África subiu hoje para 2.151, em quase 58 mil casos da doença registados em 53 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas, o número de mortos subiu de 2.074 para 2.151, enquanto as infeções aumentaram de 54.027 para 57.746.

O número total de doentes recuperados subiu de 18.636 para 19.351.

O norte de África mantém-se como a região mais afetada pela doença, com 1.226 mortos e ultrapassou os 20 mil casos registados (20.649).

Na África Ocidental há 361 mortos e 16.894 infeções.

A África Austral contabiliza 194 mortos, em 9.463 casos de covid-19.

A pandemia afeta 53 dos 55 países e territórios de África, com seis países – África do Sul, Argélia, Egito, Marrocos, Nigéria e Gana – a concentrarem cerca de metade das infeções pelo novo coronavírus e mais de dois terços das mortes associadas à doença.

O Egito tornou-se nas últimas 24 horas o país com mais mortos (503), em 8.467 casos, ultrapassando a Argélia, que tem 488 mortos e 5.369 infetados.

Marrocos totaliza 186 vítimas mortais e 5.511 casos, a África do Sul conta 178 mortos e 8.895 doentes infetados, continuando a ser o país do continente com mais casos da covid-19.

A Nigéria tem 117 mortos e 3.912 casos, enquanto o Gana tem 18 mortos, mas ultrapassou a Nigéria no número de infetados (4.012).

Apenas o Lesoto e a República Saarauí continuam sem notificar casos da covid-19.

Entre os países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções, com 594 casos e dois mortos.

Cabo Verde regista 230 infeções e dois mortos e São Tomé e Príncipe tem 212 casos e cinco mortos.

Moçambique conta com 82 doentes infetados e Angola tem 43 casos confirmados de covid-19 e dois mortos.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mantém 439 casos positivos de infeção e quatro mortos, segundo o África CDC.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 271 mil mortos e infetou quase 3,8 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,2 milhões de doentes foram considerados curados.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Dois anos depois, acesso ao aborto divide Estados Unidos ao meio

A decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos de revogar o direito federal ao aborto, tomada há dois anos, dividiu profundamente o país no que diz respeito ao acesso a cuidados de saúde. Atualmente, em 21 estados norte-americanos, o procedimento é ilegal ou restrito.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights