São os votos de toda a equipa que diariamente produz a Healthnews.
É desejar em grande, sei bem, mas é o que desejamos para todos os nossos leitores e patrocinadores.
Muita coisa terá que acontecer para que estes votos se realizem.
Desde logo, que a praga que dominou o ano e o mundo desapareça. O que não parece viável, pelo menos até ao verão de 2021.
Que não surja nenhuma nova praga, como a que se parece estar a formar no Reino de Isabel II. E que já motivou um acréscimo de mascarados institucionais, incluindo aviões, navios e comboios.
Que a cura (ou a vacina) chegue a todos e não apenas aos mais desafogados financeiramente, é coisa que ainda não é certa. Mas fica como desejo.
Não se perca de vez a humanidade!
Que os doentes recuperem e curem as mazelas que sempre perduram algum tempo após tratamento.
Que os mais idosos, confinados em lares, recuperem a esperança de ainda verem os seus, impedidos por agora de os visitar.
Que os dirigentes (Políticos de da Saúde) se deixem de disparates e adotem as medidas mais corretas face ao evoluir da situação.
Que não tenhamos de assistir a mais responsáveis serem infetados depois de pregarem sermões sobre o que fazer para não se infetar.
Que os médicos dos centros de saúde percam o medo que os paralisa e comecem a atender doentes presencialmente.
Que a relação médico/doente não se deteriore ainda mais do que já está deteriorada.
Que o Saúde 24 funcione.
Que os médicos de Saúde Pública escalados para verificações de incapacidade abandonem de vez o registo de “croquete e retrete” e passem a tratar como gente quem a eles tem de recorrer.
Que o responsável pelo Plano de vacinação anti-Covid desça do poleiro e se coloque no patamar que lhe é devido (nem mais acima nem mais abaixo).
Que sejam proibidas as conferências/telenovelas de atualização da situação.
Que o Dr. Xico George seja enviado em missão ao Alasca.
Que se altere a ventura de alguns políticos, mas que também os seus tachos se encham de bacalhau por estes dias. Não desejamos esse mal a ninguém.
E fico-me por aqui, que a lista é longa. Muito!!!

Que o mundo seja melhor!

Miguel Múrias Mauritti

Outros artigos com interesse:

Share This