Deputados do PS lamentam condições do centro de saúde de Lamego

29 de Janeiro 2021

Os deputados do PS eleitos por Viseu lamentaram esta sexta-feira que o espaço do centro de saúde de Lamego não se ajuste "às reais necessidades das pessoas" e perguntaram ao Governo se está prevista a construção de um novo.

Segundo os deputados, “o espaço é exíguo para o número de utentes que serve e as diversas unidades que contempla não possuem acessibilidades para os utentes com mobilidade reduzida”.

Naquele espaço funcionam o centro de saúde, a Unidade de Saúde Familiar (USF) Almedina e a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP), tendo os dois primeiros serviços 8.534 utentes e o último 6.788 utentes, referem.

Neste âmbito, os deputados socialistas perguntaram à ministra da Saúde se “está prevista a construção de um novo centro de saúde para Lamego” e de novas instalações para a USF Almedina e para a UCSP.

“Os cuidados de saúde primários asseguram que os utentes recebam cuidados completos, médicos e de enfermagem”, sublinham, acrescentando que estes vão desde a prevenção a “todos os outros cuidados que recebem ao nível das consultas médicas, tratamentos e cuidados paliativos”.

Os deputados dizem ainda que “há quem entenda os cuidados de saúde primários como uma componente essencial do desenvolvimento humano, centrada em aspetos económicos, sociais e políticos”.

“Assim, dada a relevância que assumem cada vez mais os cuidados de saúde primários, as infraestruturas são essenciais para que os profissionais de saúde possam prestar serviços com mais dignidade e com mais qualidade aos seus utentes”, defendem.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

Quinze ULS terão equipas dedicadas na área da Saúde Mental

Os primeiros Centros de Responsabilidade Integrados dedicados à Saúde Mental vão arrancar em 15 Unidades Locais de Saúde, numa primeira fase em projeto-piloto e durante 10 meses, segundo uma portaria publicada em Diário da República.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights