Cerimónia da posse de Marcelo no Parlamento apenas com 50 deputados e menos de 100 pessoas no hemiciclo

24 de Fevereiro 2021

Marcelo Rebelo de Sousa vai tomar posse como Presidente da República, no parlamento, no dia 09 de março, numa cerimónia em que apenas estarão presentes 50 dos 230 deputados e menos de cem pessoas no hemiciclo.

O modelo da cerimónia da posse do Presidente da República ficou esta quarta-feira acertado nas suas linhas gerais após uma reunião da conferência de líderes parlamentar e na sequência de um trabalho de preparação realizado entre os gabinetes do chefe de Estado e do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, ao longo dos últimos dias.

“A cerimónia de posse terá menos deputados, 50 num total de 230, e terá menos convidados”, afirmou a porta-voz da conferência de líderes, a deputada socialista Maria da Luz Rosinha.

Maria da Luz Rosinha adiantou que, na cerimónia de posse, por causa da pandemia de Covid-19, “haverá seguramente muito menos convidados” e que o número de pessoas presentes no hemiciclo não ultrapassará as 100.

“Por exemplo, ao nível de embaixadores, apenas estará presente na Assembleia da República o decano dos embaixadores, que representará todos os restantes. O cerimonial será também reduzido e haverá um respeito absoluto no que respeita ao cumprimento das regras de distanciamento social”, disse, aqui numa alusão à tradicional cerimónia de cumprimentos após a posse do chefe de Estado.

Perante os jornalistas, a porta-voz da conferência de líderes disse que não ainda não está fechado o número total de convidados presentes da cerimónia de posse, “até porque alguns deles são convidados” pelo chefe de Estado.

“Esse número ficará fechado nos próximos dias”, adiantou.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

ULS de Braga celebra protocolo com Fundação Infantil Ronald McDonald

A ULS de Braga e a Fundação Infantil Ronald McDonald assinaram ontem um protocolo de colaboração com o objetivo dar início à oferta de Kits de Acolhimento Hospitalar da Fundação Infantil Ronald McDonald aos pais e acompanhantes de crianças internadas nos serviços do Hospital de Braga.

DE-SNS mantém silêncio perante ultimato da ministra

Após o Jornal Expresso ter noticiado que Ana Paula Martins deu 60 dias à Direção Executiva do SNS (DE-SNS) para entregar um relatório sobre as mudanças em curso, o HealthNews esclareceu junto do Ministério da Saúde algumas dúvidas sobre o despacho emitido esta semana. A Direção Executiva, para já, não faz comentários.

FNAM lança aviso a tutela: “Não queremos jogos de bastidores nem negociatas obscuras”

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) disse esta sexta-feira esperar que, na próxima reunião com o Ministério da Saúde, “haja abertura para celebrar um protocolo negocial”. Em declarações ao HealthNews, Joana Bordalo e Sá deixou um alerta à ministra: ” Não queremos jogos de bastidores na mesa negocial. Não queremos negociatas obscuras.”

SNE saúda pedido de relatório sobre mudanças implementadas na Saúde

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) afirmou, esta sexta-feira, que vê com “bons olhos” o despacho, emitido pela ministra da Saúde, que solicita à Direção-Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) um relatório do estado atual das mudanças implementadas desde o início de atividade da entidade.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights