Lisboa e Vale do Tejo e Algarve com tendência decrescente ou estável de infeções

27 de Agosto 2021

As regiões de Lisboa e Vale do Tejo e do Algarve apresentam uma “tendência decrescente ou estável” do número de novas infeções, registando um índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 inferior a um.

Segundo o relatório sobre a curva epidémica do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) hoje divulgado, em sentido contrário estão quatro regiões com um valor médio do Rt igual ou superior a 1, caso do Norte (1,00), do Centro (1,10), do Alentejo (1,02) e da Madeira (1,08).

Lisboa e Vale do Tejo apresenta agora um Rt – que estima o número de casos secundários de Covid-19 resultantes de uma pessoa infetada – de 0,94 e o Algarve de 0,95, mas é nos Açores que se regista o valor mais baixo, com 0,84.

No que se refere à incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias, o Algarve destaca-se com uma taxa acumulada superior a 480 casos, estando as regiões Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo no patamar intermédio entre 240 e 479,9 casos de infeção.

Em melhor situação neste indicador estão as regiões autónomas dos Açores e da Madeira, que registam uma incidência acumulada a 14 dias entre 120 e 239,9 casos por 100 mil habitantes, refere o relatório.

Segundo os dados do INSA, Portugal apresentou um Rt médio nacional de 0,99 entre 18 e 22 de agosto, com uma média de 2.175 novos casos por dia, um acréscimo ligeiro face às 2.156 infeções diárias da semana anterior.

A Covid-19 provocou pelo menos 4.472.486 mortes em todo o mundo, entre mais de 214,5 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.703 pessoas e foram contabilizados 1.030.791 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights