Figueira de Castelo Rodrigo aprova protocolo para operações gratuitas às cataratas

4 de Novembro 2021

O município de Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda, vai celebrar um protocolo com a Fundação Álvaro Carvalho para permitir que os munícipes mais idosos realizem operações gratuitas às cataratas.

O protocolo na especialidade de oftalmologia a celebrar entre o município de Figueira de Castelo Rodrigo e a Fundação Álvaro Carvalho, “que permitirá a realização de operações gratuitas às cataratas à população”, foi aprovado na quarta-feira, na reunião do executivo liderado por Carlos Condesso (PSD).

“Assim, os doentes do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo com cataratas e a necessitar de intervenção cirúrgica, desde que cumpram os critérios de acesso, irão ser selecionados através de consulta médica para serem operados gratuitamente, sempre em articulação e colaboração com o Centro de Saúde de Figueira de Castelo Rodrigo”, adianta o município em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a nota, a medida da autarquia tem como objetivo “aumentar a qualidade de vida dos seus munícipes, em particular dos mais idosos, que conseguem com esta operação ver melhorada a sua capacidade de visão, proporcionando-lhes uma vida mais autónoma”.

O presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, Carlos Condesso, citado no comunicado, refere que uma das competências da autarquia é “a promoção do bem-estar da sua população, designadamente na área da saúde”.

De acordo com o responsável, com a medida, vai ser possível “operar gratuitamente, até ao fim do ano, cerca de 30 pessoas”.

Carlos Condesso destaca ainda na nota a “grande dificuldade” do Serviço Nacional de Saúde (SNS) “em dar respostas atempadas a esta problemática que afeta muitos idosos, nomeadamente a atual situação de rutura que existe no Hospital da Guarda na especialidade de oftalmologia”, considerando de “extrema importância o protocolo agora aprovado”.

Para o autarca social-democrata, é “lamentável que as Câmaras se tenham de substituir cada vez mais ao SNS” para garantirem qualidade de vida às suas populações.

O responsável lamenta, ainda, o “abandono do Governo relativamente ao atual estado da Saúde das populações do interior” do país.

O protocolo a celebrar com a Fundação Álvaro Carvalho foi aprovado na última reunião do executivo municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, com os votos contra dos dois vereadores eleitos pelo PS, segundo a autarquia.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Álcool mata 2,6 milhões de pessoas por ano

O álcool mata 2,6 milhões de pessoas por ano, alertou hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS), considerando que este número permanece “inaceitavelmente elevado”, apesar da descida ligeira que tem registado nos últimos anos.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights