Canadá doa mais de um milhão de doses de vacinas a Moçambique

11 de Fevereiro 2022

O Canadá doou esta sexta-feira a Moçambique mais de um milhão de doses de vacinas contra a Covid-19 da fabricante AstraZeneca, no âmbito da iniciativa Covax, anunciou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

“Estas doses complementam as 12.481.620 doses já obtidas pelo Governo moçambicano, totalizando 13.650.420 doses, com o apoio de vários parceiros de Moçambique, no âmbito da iniciativa Covax”, refere o comunicado da Unicef.

A oferta de vacinas do Canadá faz parte do compromisso global do país da América do Norte de canalizar 2,5 mil milhões de dólares (2,1 mil milhões de euros) para a resposta à Covid-19, acrescenta a nota.

A Unicef assinala que, desde o início da pandemia, o sistema das Nações Unidas em Moçambique tem trabalhado com as autoridades nacionais, empresas e a sociedade civil para identificar e atender às necessidades da população na resposta à crise sanitária e aos seus efeitos socioeconómicos.

“O Canadá está muito orgulhoso por podermos fornecer doses adicionais ao povo de Moçambique, através do nosso apoio à Covax, e felicita o Governo de Moçambique pela forte implementação do seu programa de vacinação, até à data”, afirmou Caroline Delany, alta-comissária do Canadá em Maputo.

O Canadá continuará a procurar formas de reforçar a capacidade do mecanismo Covax de responder às exigências globais para pôr fim à fase aguda da pandemia e incentiva os países a dirigirem os seus pedidos de fornecimento de vacinas adicionais, prosseguiu Delany.

O mecanismo Covax é liderado pela Coligação para a Inovação na Preparação para Epidemias (Cepi), da Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que trabalham em parceria com a Unicef.

A iniciativa prevê o fornecimento de vacinas para 20% da população de cada país participante.

Hoje, a Cruz Vermelha de Moçambique doou ao Ministério da Saúde 30 máquinas de concentração de oxigénio terapêutico e 30 mil unidades de máscaras FFP2.

Moçambique tem um total acumulado de 2.183 mortes e 224.347 casos de Covid-19, dos quais 96% recuperados da doença.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada

Os trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada (PPP), garante Camilo Ferreira, coordenador da Comissão de Trabalhadores, que recordou, em conversa com o HealthNews, a exaustão dos profissionais naquele modelo de gestão e, como Entidade Pública Empresarial (EPE), a melhoria das condições de trabalho e do desempenho.

Governo quer “articulação virtuosa” entre entidades de saúde

O Governo está a avaliar as atribuições de entidades como a Direção-Executiva do SNS, a DGS e o Infarmed para garantir “uma articulação virtuosa” que consiga diminuir a burocracia e concretizar as políticas de saúde, anunciou hoje a ministra.

Menopausa: Uma doença ou um processo natural de envelhecimento?

A menopausa foi o “elefante na sala” que a Médis trouxe hoje ao Tejo Edifício Ageas Tejo. O tema foi abordado numa conversa informal que juntou diversos especialistas. No debate, os participantes frisaram que a menopausa não é uma doença, mas sim um “ciclo de vida”. 

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights