PSP já referenciou a maioria dos suspeitos da invasão ao hospital de Famalicão

26 de Fevereiro 2022

A PSP já referenciou a “vasta maioria” dos suspeitos envolvidos na invasão ao Hospital de Vila Nova de Famalicão e nas agressões a um segurança e profissionais de saúde, disse esta sexta-feira fonte daquela polícia.

Segundo a fonte, as diligências continuam em curso, no sentido de identificar todos os autores das agressões, para que sejam “criminalmente responsabilizados”.

Na madrugada de terça-feira, um grupo de cerca de 10 pessoas “irrompeu” nas Urgências do Hospital de Famalicão e agrediu violentamente um elemento da segurança e profissionais de saúde.

O segurança e dois enfermeiros ficaram feridos.

Quando a PSP chegou ao local, os agressores já se tinham posto em fuga, pelo que, na altura, não foi possível identificar ninguém.

Na quinta-feira, o presidente da Câmara de Famalicão, Mário Passos, disse que a PSP “reforçou a equipa de investigação criminal, para que os prevaricadores sejam punidos convenientemente e de forma muito célere, para que não sucedam outros casos”.

O autarca disse ainda que os três feridos “estão a recuperar muito bem”.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada

Os trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada (PPP), garante Camilo Ferreira, coordenador da Comissão de Trabalhadores, que recordou, em conversa com o HealthNews, a exaustão dos profissionais naquele modelo de gestão e, como Entidade Pública Empresarial (EPE), a melhoria das condições de trabalho e do desempenho.

Governo quer “articulação virtuosa” entre entidades de saúde

O Governo está a avaliar as atribuições de entidades como a Direção-Executiva do SNS, a DGS e o Infarmed para garantir “uma articulação virtuosa” que consiga diminuir a burocracia e concretizar as políticas de saúde, anunciou hoje a ministra.

Menopausa: Uma doença ou um processo natural de envelhecimento?

A menopausa foi o “elefante na sala” que a Médis trouxe hoje ao Tejo Edifício Ageas Tejo. O tema foi abordado numa conversa informal que juntou diversos especialistas. No debate, os participantes frisaram que a menopausa não é uma doença, mas sim um “ciclo de vida”. 

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights