Presidente do Governo dos Açores infetado, mas assintomático

28 de Fevereiro 2022

O presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, está infetado com o coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a doença Covid-19, mas assintomático, revelou esta segunda-feira o próprio.

“Efetuei hoje, ao final da manhã, um autoteste de rotina à covid-19, tendo tido, apesar do meu estado assintomático, um resultado positivo”, avançou o chefe do executivo açoriano, na sua página na rede social Facebook.

José Manuel Bolieiro (PSD) disse que cancelou “imediatamente” a agenda pública dos próximos dias, “ficando a trabalhar de forma remota neste período”.

“Reitero o apelo à vacinação contra a doença, o melhor método de combate e de salvaguarda da saúde de todos os açorianos. É fundamental mantermos todos as boas práticas de combate à covid-19, nomeadamente o uso de máscara e a higienização das mãos”, acrescentou.

Os Açores registaram hoje 169 novos casos de infeção pelo SARS-CoV-2, que provoca a doença Covid-19, e 732 recuperações, tendo agora 4.127 casos ativos (2.756 em São Miguel, 636 na Terceira, 229 no Pico, 176 no Faial, 144 em São Jorge, 135 na Graciosa, 28 nas Flores, 13 no Corvo e 10 em Santa Maria).

Estão internados 34 doentes com Covid-19 nos três hospitais da região, incluindo dois em unidade de cuidados intensivos.

Desde o início da pandemia, o arquipélago contabilizou 59.924 casos de infeção pelo SARS-CoV-2, 55.370 recuperações e 86 óbitos associados à Covid-19.

Segundo a Autoridade de Saúde Regional, até 25 de fevereiro, 210.383 pessoas tinham vacinação primária completa contra a Covid-19 nos Açores (89,0%) e 116.269 tinham recebido a dose de reforço (49,2%).

A vacinação pediátrica registava, nessa data, 6.551 inoculações referentes à primeira dose, o que corresponde a 38,5% de um universo de 17.033 crianças entre os 05 e os 11 anos.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM aponta quatro prioridades para reunião com o Governo

A presidente da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) identificou hoje os salários, as 35 horas semanais, a integração dos médicos internos na carreira e as progressões como prioridades para o encontro da próxima sexta-feira com o Governo.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights