Projeto no Alentejo visa inserir pessoas com problemas de saúde mental no mercado de trabalho

26 de Maio 2022

Um projeto considerado “único” no Alentejo e que visa inserir as pessoas com problemas de saúde mental no mercado de trabalho vai ser apresentado em Portalegre, no decorrer de um encontro sobre a temática, foi esta quinta-feira divulgado.

O projeto, que foi desenvolvido pelo Lar de São Salvador da Aramenha, em Marvão, e que será apresentado na sexta-feira, visa a criação de um gabinete inclusivo comunitário, com o objetivo de ir ao encontro da população com doença mental, residente nos concelhos de Portalegre, Marvão e Castelo de Vide.

“Vamos fazer programas reabilitativos e psicossociais às pessoas com problemas de saúde mental, mas também fazer, junto com vários parceiros, como o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), que estas pessoas que estão por exemplo desempregadas tenham formação e que tenham alguma resiliência para integrarem os programas de formação”, explicou à agência Lusa a presidente do Lar de São Salvador da Aramenha, Maria do Céu Frutuoso.

De acordo com a responsável, este projeto vai também envolver outras entidades empregadoras, empresas e o Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), para que se possa capacitar trabalhadores e empregadores no sentido de encontrar respostas nesta área.

“Queremos inserir estas pessoas no mercado de trabalho e aqueles que já estão inseridos e que, eventualmente estão em vias de perder o seu posto de trabalho, vamos tentar apoiar e mediar essas situações para continuarem a resistir”, acrescentou.

O projeto já começou a dar os “primeiros passos” em Castelo de Vide, mas a ideia passa por “circular” semanalmente também pelos concelhos de Marvão e Portalegre, com o apoio dos respetivos municípios, na criação de gabinetes.

O gabinete inclusivo comunitário é para já formado por um psicólogo sénior clínico [diretor], uma psicóloga clínica, uma assistente social e um terapeuta ocupacional.

O projeto vai ser apresentado na sexta-feira, pelas 11:00, no decorrer do II Encontro de Saúde Mental, no auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, do IPP.

O encontro, que este ano é desenvolvido sob o tema “Promover a inclusão combatendo o estigma”, tem a sessão de abertura agendada para 10:00, seguindo-se uma conferência sobre o tema “Políticas de Saúde Mental para o Alentejo”.

A iniciativa conta ainda com dois painéis de debate sobre o trabalho realizado na área da saúde mental no Alto Alentejo e em Badajoz (Espanha) e a assinatura de protocolos de parceria no âmbito do projeto “Gabinete Inclusivo”.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Escutismo e Enfermagem: a semente que deu fruto

Lara Cunha, Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, Research Fellow na Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

Prémio de Investigação Noémia Afonso recebe trabalhos até 31 de julho

O Prémio de Investigação Noémia Afonso, promovido pela Sociedade Portuguesa de Senologia (SPS), anunciou a extensão do prazo de envio dos trabalhos até 31 de julho de 2024. A iniciativa tem como objetivo incentivar a cultura científica e fomentar a investigação clínica na área do cancro da mama.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights