Especialistas apelam à criação de um programa de rastreio nacional ao cancro do pulmão

28 de Julho 2022

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) apelou esta semana à criação de um programa de rastreio nacional ao cancro do pulmão. Este é o tipo de cancro que mais mata em Portugal.

No âmbito do Dia Mundial do Cancro do Pulmão, que se assinala no dia 1 de agosto, a SPP alerta que o cancro do pulmão é o terceiro tipo de cancro mais frequente em ambos os sexos e o que mais mata a nível nacional.

Os especialistas da sociedade explicam que a principal causa associada a esta doença é o consumo de tabaco, sendo responsável por 85% dos casos. Entre as medidas de prevenção primária é destacada a cessação tabágica, pois permite “uma redução da incidência e mortalidade por cancro do pulmão”.

Gabriela Fernandes e Margarida Dias da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, defendem a necessidade de implementar um programa nacional de rastreio, “pois estes programas, em populações de maior risco, ou seja, fumadores, demonstraram reduzir em cerca de 20% a mortalidade por cancro do pulmão”.

Em 2020 foram diagnosticados mais de cinco mil novos casos.

PR/HN/Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM aponta quatro prioridades para reunião com o Governo

A presidente da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) identificou hoje os salários, as 35 horas semanais, a integração dos médicos internos na carreira e as progressões como prioridades para o encontro da próxima sexta-feira com o Governo.

ULS de Braga certifica mais 35 profissionais no âmbito do Programa Qualifica AP

A Unidade Local de Saúde de Braga (ULS de Braga) finalizou, esta semana, o processo de certificação de mais 35 profissionais, no âmbito do Programa Qualifica AP, uma iniciativa desenvolvida em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), através do Centro Qualifica AP.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights