Tenista italiana nega certificado falso de Covid-19 para viajar

17 de Janeiro 2023

A tenista italiana Camila Giorgi, que está a participar no Open da Austrália, negou acusações de ter utilizado um certificado falso de vacinas contra a Covid-19 para viajar.

Uma médica está sob investigação em Itália por fornecer vacinas e certificados falsos, aparecendo o nome de Giorgi numa longa lista de pessoas implicadas por um jornal italiano.

Na terça-feira, após vencer a russa Anastasia Pavlyuchenkova no Open da Austrália, Giorgi confirmou que consultou a médica em causa, afirmando não ter feito nada de errado.

“Fiz todas as minhas vacinas em lugares diferentes, então o problema é dela, não meu”, disse a desportista. “Posto isto, estou muito calma”, acrescentou.

Giorgi apontou que foi vacinada pela médica italiana e por autoridades médicas de outros países.

O pai da tenista, Sergio Giorgi, estava sentado no fundo da sala onde decorreu a conferência de imprensa, hoje, em Melbourne Park e, no final, expressou incredulidade por não terem sido feitas perguntas sobre ténis.

Antes do torneio, o diretor executivo da Tennis Australia, que organiza o torneio, disse não estar totalmente ao corrente das alegações sobre os certificados falsos.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Limitações nas urgências por região

A Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde divulgou hoje um novo plano de reorganização das urgências, que indica que 39 pontos vão funcionar com limitações nalgumas especialidades entre os dias 03 e 09 de dezembro.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights