Utentes do distrito de Lisboa protestam junto ao Ministério da Saúde no sábado

29 de Março 2023

O Movimento de Utentes de Serviços Públicos (MUSP) vai realizar no sábado um protesto junto ao Ministério da Saúde, mobilizando comissões do distrito de Lisboa na defesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS), afirmou hoje à Lusa a organização.

Segundo Cecília Sales, da direção nacional do MUSP, estão garantidas as presenças das comissões de utentes de Alenquer, Azambuja, Lisboa, Loures, Sintra e Vila Franca de Xira.

“Defendemos o Serviço Nacional de Saúde”, afirmou a dirigente do movimento, que vê a rede pública de saúde como uma “conquista do 25 de Abril”.

O encerramento noturno e ao fim de semana das urgências pediátricas do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, no distrito de Lisboa, foi o mote para o protesto, com Cecília Sales a recear que a unidade regresse a um regime de parceria público-privada.

Perante a falta de investimento do SNS, foi decidido fazer “este protesto, o primeiro exclusivamente de utentes”, disse, recordando que já participaram em outras manifestações.

Ainda segundo Cecília Sales, o desinvestimento é uma “opção política” no Governo e traduz-se na dificuldade em fixar médicos nos serviços públicos de saúde, que acabam por reforçar o setor privado.

“As dificuldades vieram ao de cima após a pandemia” de covid-19, lamentou.

A manifestação tem início marcado para as 10:30 e os protestantes vão encontrar-se junto ao Ministério da Saúde, em Lisboa, com a expectativa de reunir cerca de 200 pessoas na iniciativa, anteviu Cecília Sales.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Escutismo e Enfermagem: a semente que deu fruto

Lara Cunha, Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, Research Fellow na Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

Prémio de Investigação Noémia Afonso recebe trabalhos até 31 de julho

O Prémio de Investigação Noémia Afonso, promovido pela Sociedade Portuguesa de Senologia (SPS), anunciou a extensão do prazo de envio dos trabalhos até 31 de julho de 2024. A iniciativa tem como objetivo incentivar a cultura científica e fomentar a investigação clínica na área do cancro da mama.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights