Enfermeira Ana Ribeiro
Especialista em Saúde Infantil

Fissuras do mamilo

30 de Janeiro 2024

Qual a causa para o aparecimento da fissura do mamilo?
A principal causa da fissura no mamilo está relacionada com a má pega do bebé enquanto mama.

Como se caracteriza a fissura do mamilo?
A fissura é uma solução de continuidade da pele do mamilo quando este é friccionado contra o palato duro do bebé, causando rubor e dor para a mãe. Quando o bebé larga a mama, o mamilo fica achatado e com uma cor mais clara em comparação com a aréola. Se a mãe não tiver ajuda para melhorar a posição do bebé então vai originar fissura (s). Tipicamente, a dor provocada pela fissura é maior quando o bebé começa a mamar, diminui um pouco durante a mamada e desaparece por completo, ou quase, quando o bebé termina. As fissuras do mamilo, como qualquer outra ferida superficial da pele, poderiam cicatrizar espontaneamente, em poucos dias, se não fosse a fricção contínua que não deveria acontecer.

Habitualmente, as fissuras são bilaterais e, ocasionalmente unilaterais, talvez porque um dos mamilos é maior (o bebé segura na boca apenas o mamilo), ou porque a mãe consegue uma melhor posição quando segura no bebé com o seu braço dominante.

As fissuras costumam aparecer durante os primeiros dias de amamentação. Sem intervenção, ou acontece uma resolução espontânea (mãe e filho vão aprendendo, por tentativa e erro, a encontrar a posição correta, o que se torna mais fácil à medida que o bebé cresce e a sua boca se torna maior), ou então pode acontecer um desmame precoce provocado pela dor intensa. Se a amamentação for indolor durante semanas ou meses raramente surgem fissuras. Por vezes surgem associadas à introdução de biberões ou chupetas. Ainda assim, é necessário excluir outras causas de dor no mamilo.

Como se aliviam os sintomas associados à fissura do mamilo?
O tratamento consiste em corrigir a posição, tentando que o bebé consiga colocar dentro da boca grande parte da aréola inferior, e não apenas o mamilo. A mãe sente um alívio imediato da dor assim que o lactente deixa de pressionar a zona afetada.

É uma situação muito frequente?
Já foi mais frequente do que agora, uma vez que agora existem profissionais dedicados e com competência para ajudar as mães, sobretudo na prevenção destas situações.

É aconselhável a consulta a um profissional de saúde? Qual?
Sim, sem dúvida, e neste momento já é possível contar com o apoio e ensino por parte de profissionais de saúde com formação em Aconselhamento em Aleitamento Materno pela OMS/UNICEF.

Bibliografia

Baby-Friendly hospital iniciative training course for maternity staff – Participant’s Manual – World Health Organization Unicef, 2020, 122-123

González, Carlos – Manual Prático do Aleitamento materno- Associação Mama Mater. Parede. 2005, 138-139

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Altamiro da Costa Pereira: “A Inteligência Artificial não passa de mais uma ferramenta à disposição do médico”

O impacto das tecnologias no ensino da Medicina e da prática clínica foi o tema escolhido para encerrar o ciclo de conversas conduzidas pelo professor catedrático, Jorge Polónia. Desta vez, e para terminar com ‘chave de oro’, o convidado foi o Diretor da Faculdade de Medicina do Porto, o Prof. Altamiro da Costa Pereira. O responsável destacou que apesar de a Inteligência Artificial ser uma ferramenta “poderosíssima”, esta “nos dá por si só novo conhecimento”, o que significa que “a investigação vai continuar a ser feita” e os médicos vão ser sempre necessários.

Share This
Verified by MonsterInsights