Lisboa acolhe conferência internacional sobre ‘long covid’

2 de Abril 2024

A primeira conferência internacional sobre 'long covid' e a sua relação com doenças como a encefalomielite miálgica (EM) realiza-se entre 3 e 4 de abril, na FLAD, em Lisboa.

Esta conferência está a ser organizada por Jaime Branco, reumatologista, António Vaz Carneiro, especialista em Medicina Interna, e Joan Serra Hoffman, PhD e co-fundadora do grupo Aliança Millions Missing.

Em Lisboa estarão médicos, investigadores de universidades de topo, como Harvard, Cornell, Columbia, Yale (EUA), Londres (Reino Unido), UF São Paulo (Brasil), Uppsala (Suécia), Varsóvia (Polónia), Charité (Alemanha), Porto e Lisboa, assim como o norte-americano Centers for Disease Control and Prevention (CDC). A conferência abordará estas doenças do ponto de vista da sua prevalência, carga clínica, consumo de recursos em saúde, os resultados da investigação biomédica (básica e clínica, epidemiológica), assim como as políticas públicas e o ativismo no domínio da saúde.

No pós-covid, um número crescente de pessoas tem revelado sintomas semelhantes aos da EM, que as incapacitam, afastando-as de uma vida ativa: um cansaço extremo e incapacitante, que piora habitualmente com esforço físico ou stress. As infeções virais são o traço comum entre todos estes pacientes.

Além dos organizadores da conferência, estarão em Lisboa: David Systrom, professor da Harvard Medical School (EUA), que tem estado envolvido em estudos que procuram pontos em comum entre covid longa e síndromes pós-virais; Susan Levine, médica e investigadora do Centro de Doenças Neuro-imunitárias da Universidade de Cornell (EUA); Nuno Sepúlveda, epidemiologista e representante de Portugal na Euromene (European Network on Myalgic Encephalomyelitis/Chronic Fatigue Syndrome); Luis Nacul, diretor do programa de doenças crónicas complexas no British Columbia Women’s Hospital (Canadá); Jonas Bergquist, professor de Química da Universidade de Uppsala (Suécia), desenvolvendo técnicas para rastreio e descoberta de biomarcadores em diferentes doenças; Linda Tannenbaum, fundadora da Open Medicine Foundation (EUA), uma rede internacional de sete centros de excelência que investiga a origem e tratamentos para a EM.

A participação na conferência é gratuita, mas é necessária inscrição prévia através do formulário disponível neste site.

PR/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM aponta quatro prioridades para reunião com o Governo

A presidente da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) identificou hoje os salários, as 35 horas semanais, a integração dos médicos internos na carreira e as progressões como prioridades para o encontro da próxima sexta-feira com o Governo.

ULS de Braga certifica mais 35 profissionais no âmbito do Programa Qualifica AP

A Unidade Local de Saúde de Braga (ULS de Braga) finalizou, esta semana, o processo de certificação de mais 35 profissionais, no âmbito do Programa Qualifica AP, uma iniciativa desenvolvida em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), através do Centro Qualifica AP.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights