Contrato do SNS24 foi prorrogado

12 de Junho 2020

O atual contrato de operacionalização do Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (SNS24), que terminava no domingo, foi prorrogado, avançou hoje à Lusa os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

“O atual contrato foi objeto de prorrogação, tendo essa prorrogação já recebido visto do Tribunal de Contas”, adiantou numa resposta escrita à agência Lusa a entidade responsável pela Linha SNS 24.

Relativamente ao concurso para o próximo triénio, os SPMS referem que “o procedimento será iniciado a tempo de garantir a continuidade na prestação do serviço”.

Uma portaria publicada no passado dia 18 de março autorizava os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde a assumir um encargo plurianual até ao montante de 36,7 milhões de euros, a que acresce a taxa de IVA, referente à aquisição de serviço para a exploração do Centro de Contacto do SNS24.

“A SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE, necessita de proceder à aquisição de serviço para a exploração do Centro de Contacto SNS 24, celebrando para o efeito o respetivo contrato pelo período de 36 meses, pelo que é necessária a autorização para assunção de compromisso plurianual”, lê-se na portaria conjunta dos ministérios das Finanças e da Saúde.

Segundo o diploma, os encargos resultantes do contrato não devem exceder os 6,1 milhões de euros este ano, a que a acresce a taxa de IVA.

Em 2021, a verba anual é de cerca de 12,2 milhões de euros e em 2023 será de 6,1 milhões de euros, correspondendo a seis meses de exploração como acontece este ano.

“A importância fixada para cada ano económico pode ser acrescida do saldo apurado no ano anterior”, refere a portaria publicada em Diário da República.

O contrato que os SPMS têm com a operadora Altice prevê um atendimento diário até 10 mil chamadas, número que foi ultrapassado no início da pandemia de covid-19.

No dia 10 de abril, por exemplo, a linha SNS24 (808 24 24 24) estava a dar resposta a 99% das mais de 15 mil chamadas diárias recebidas e com tempos de espera de um minuto, segundo dados divulgados na altura pela secretária de Estado da Saúde, Jamila Madeira.

Segundo dados do Portal da Transparência do SNS, a linha SNS já recebeu hoje 2.037 chamadas.

A equipa que atende telefonicamente conta com cerca de 800 enfermeiros e 30 administrativos que estão disponíveis sete dias por semana, 24 horas por dia, de acordo com informação publicada no ‘site’ do Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

Quinze ULS terão equipas dedicadas na área da Saúde Mental

Os primeiros Centros de Responsabilidade Integrados dedicados à Saúde Mental vão arrancar em 15 Unidades Locais de Saúde, numa primeira fase em projeto-piloto e durante 10 meses, segundo uma portaria publicada em Diário da República.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights