Alemanha volta a registar mais de 2.500 infetados nas últimas 24 horas

1 de Outubro 2020

A Alemanha registou mais de 2.500 novas infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, após 1.798 casos na quarta-feira, segundo dados fornecidos pelo Instituto Robert Koch (RKI) de virologia que foram esta quinta-feira divulgados.

As autoridades de saúde da Alemanha registaram 2.503 novas infeções nas últimas 24 horas.

No sábado passado, os números atingiram um novo máximo, com 2.507 casos desde o final de abril.

O número total de casos positivos desde o anúncio do primeiro contágio no país, no final de janeiro, é de 291.722, com 9.500 mortes, mais doze nas últimas 24 horas.

Cerca de 257.900 pessoas já superaram a doença e o número de casos ativos da doença no país é de 24.300.

O pico de infeções foi registado entre o final de março e o início de abril, com mais de seis mil novas infeções diárias. Os números começaram a cair e a partir do final de julho aumentaram novamente.

O número de novas infeções também depende do número de exames realizados, que em abril foi notavelmente menor.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.971 pessoas dos 75.542 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Meira diz que Força Aérea não tinha meios para ajudar INEM

O presidente demissionário do INEM revelou hoje que quando o instituto foi forçado a reduzir o serviço de helicópteros durante a noite, no início do ano, contactou a Força Aérea, que disse não ter meios para poder garantir a resposta necessária.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights