Autarca de Barcelos tem relatos de aluguer de animais para sair à rua

19 de Janeiro 2021

O presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, afirmou esta terça-feira ter relatos de pessoas que “alugam” animais para os levar a passear à rua, conseguindo assim um pretexto para furar a obrigatoriedade de ficar em casa.

Em videoconferência de imprensa, Costa Gomes disse ainda que haverá animais que chegam a ser “obrigados” a irem à rua três vezes por dia, pela mão de pessoas diferentes, apesar de darem sinais de estarem “cansados de passear”.

“É uma série de expedientes que as pessoas usam, a ser verdade é lamentável”, referiu o autarca de Barcelos, aludindo mesmo a “uma criatividade um bocadinho estranha” e a “uma imaginação terrível”.

Num apelo à responsabilidade individual, Costa Gomes disse ser fundamental que cada um faça a sua parte, ficando em casa sempre que possível.

Na videoconferência de imprensa, o autarca fez um balanço da pandemia de Covid-19 no concelho, dando conta da existência de 1.536 infetados com o novo coronavírus.

Desde o início da pandemia, já morreram no concelho de Barcelos 84 pessoas com Covid-19, seis das quais na última semana.

Costa Gomes revelou que, entre os trabalhadores afetos à recolha do lixo, há cerca de 40 que estão em confinamento, estando já em elaboração dois planos de contingência adicionais para que aquela atividade não seja afetada, até por questões de saúde pública.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.041.289 mortos resultantes de mais de 95,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.028 pessoas dos 556.503 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Altamiro da Costa Pereira: “A Inteligência Artificial não passa de mais uma ferramenta à disposição do médico”

O impacto das tecnologias no ensino da Medicina e da prática clínica foi o tema escolhido para encerrar o ciclo de conversas conduzidas pelo professor catedrático, Jorge Polónia. Desta vez, e para terminar com ‘chave de oro’, o convidado foi o Diretor da Faculdade de Medicina do Porto, o Prof. Altamiro da Costa Pereira. O responsável destacou que apesar de a Inteligência Artificial ser uma ferramenta “poderosíssima”, esta “nos dá por si só novo conhecimento”, o que significa que “a investigação vai continuar a ser feita” e os médicos vão ser sempre necessários.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights