Escolas fechadas, teletrabalho e vida noturna reduzida na Dinamarca

9 de Dezembro 2021

Encerramento de escolas, limitações da vida noturna e teletrabalho generalizado foram ontem anunciados pela primeira-ministra da Dinamarca como medidas para controlar a nova vaga de contágios da Covid-19 no país.

“Sabemos como a presença na escola é importante para o bem-estar das crianças e dos jovens, por isso estamos a acrescentar uns dias às férias de Natal, mas o plano não é voltar a ter um longo encerramento”, afirmou a primeira-ministra, Mette Frederiksen, numa conferência de imprensa, garantindo querer “manter a sociedade aberta o máximo de tempo possível”.

Segundo o diretor da autoridade dinamarquesa de controlo das doenças infecciosas, Henrik Ullum, a situação é “extremamente séria”.

As autoridades registaram ontem 6.629 novos contágios, ultrapassando os mais de 2.000 casos de dezembro de 2020.

Na última semana, o número de infeções registou o máximo histórico de 35.814 casos, um aumento de 19% face à semana anterior.

As férias escolares do Natal deveriam começar no dia 17 e terminar a 03 de janeiro, mas as escolas vão encerrar a partir do dia 15 até 05 de janeiro.

A partir de sexta-feira, bares e restaurantes, onde o uso da máscara volta a ser de novo obrigatório, vão encerrar à meia-noite e fica interdita a venda de álcool depois dessa hora.

Depois de viver dois meses sem restrições, o país reintroduziu o passe sanitário e o uso obrigatório da máscara.

A Dinamarca regista 577 casos confirmados da variante Ómicron, o primeiro dos quais detetado a 22 de novembro.

Para Ullum, a variante é “perigosa pelas suas inúmeras mutações e por se ter expandido rapidamente pelo mundo”.

“Supomos que a Ómicron provoque sintomas semelhantes às variantes anteriores do vírus”, acrescentou.

Com 5,8 milhões de habitantes, a Dinamarca é um dos países que melhor se apetrechou na identificação rápida de novos casos, o que também explica o número de contágios.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights