Presidente da República diz não ver razões para situação ser diferente no Natal

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse na sexta-feira não ver razões para o país estar numa situação diferente da atual no Natal, considerando que com a vacinação se está a caminhar para “o enfraquecimento da pandemia”.

“Não vejo razoes para daqui a 15 dias estarmos numa situação que não seja a lógica da continuação da situação que vivemos hoje. Portanto, eu diria que nós estamos a caminhar progressivamente, até por causa da vacinação, para o enfraquecimento da pandemia”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, questionado pelos jornalistas sobre se os portugueses poderiam este ano ter um Natal mais tranquilo.

À margem da reunião do Conselho de Fundadores da Fundação de Serralves, no Porto, o Presidente da República disse, no entanto, que “esse caminho” tem de ser feito “com bom senso, sem dramatização e com o mínimo de prevenção”.

Já quanto ao aumento da incidência em algumas regiões do país, o chefe de Estado salientou que “nunca se testou o que se testa” atualmente, seja para espetáculos, eventos, encontros familiares ou no dia-a-dia.

“Não tem comparação com o que se testava há um ano. Testa-se muitas vezes mais e de repente a diferença de positivos é insignificante, estava em três mil, quatro mil casos [positivos à Covid-19] para milhares, milhares, milhares de testes”, observou.

Lembrando que a variante Ómicron é mais contagiante, mas menos mortal, Marcelo Rebelo de Sousa salientou que a situação tem de ser encarada “com cabeça fria”.

“Isto é, atentos, prevenindo, mas sem dramatizações. Sobe a incidência, mas não sobe a mortalidade”.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This