Polícia chinesa adverte população para se afastar de veículos dos Jogos Olímpicos

10 de Janeiro 2022

A polícia chinesa pediu aos residentes de Pequim que se afastem dos veículos oficiais dos Jogos Olímpicos de Inverno, no caso de acidentes no trânsito, visando proteger a “bolha sanitária” contra a Covid-19 criada em torno da competição.

Por ocasião do evento, que se realiza na capital chinesa, participantes, atletas, voluntários, cozinheiros, motoristas e jornalistas vão ser mantidos num “circuito fechado”, para evitar qualquer contacto com a população local.

Esta “bolha sanitária” foi criada no início de janeiro e visa isolar os participantes do mundo exterior nas deslocações a pé, de carro ou de comboio.

“Em caso de acidente com um veículo oficial dos Jogos Olímpicos de Inverno é aconselhável manter uma distância de segurança, para garantir a sua proteção, e evitar qualquer contacto com o veículo e as pessoas a bordo”, disse a polícia de Pequim, em comunicado.

“Deve-se aguardar a chegada dos profissionais”, apontou.

A China praticamente erradicou a Covid-19 do seu território, desde a primavera de 2020. A vida no país decorre com normalidade, apesar do aparecimento de pequenos surtos esporádicos, que motivam uma reação imediata e localizada.

Este sucesso é o resultado de medidas fortes: testes em massa, medidas de confinamento nas áreas afetadas, quarentena centralizada na chegada ao país e rastreamento dos contactos via aplicações móveis.

A mesma severidade será aplicada durante os Jogos de Pequim.

Isto constitui uma diferença com os Jogos Olímpicos de Tóquio, onde os organizadores permitiam certas entradas ou saídas de funcionários e voluntários na “bolha sanitária”.

Em Pequim, cerca de 3.000 atletas estarão no “circuito fechado”.

Todas as pessoas que entrarem nesta bolha devem estar totalmente vacinadas ou passar por uma quarentena de 21 dias à chegada.

Eles serão testados diariamente.

As autoridades estão a lutar contra surtos em várias cidades do país, que resultaram no confinamento de milhões de pessoas.

O recente aparecimento da variante Ómicron na China provavelmente complicará a tarefa dos organizadores.

Os organizadores tiveram que negar, este fim de semana, um rumor que circulou nas redes sociais, segundo o qual um desportista espanhol com resultado positivo tinha escapado da “bolha” para ir ao centro de Pequim.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Português vence concurso internacional IDEASforEARS

Entre as 253 soluções criativas apresentadas a concurso para ajudar pessoas com perda auditiva infantil, vindas de 24 países, foram apurados 14 vencedores, incluindo o jovem português de 10 anos de idade André da Silva Freire. O prémio inclui uma viagem à sede da MED-EL em Innsbruck, Áustria, empresa que organiza o IDEASforEARS.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights