Rússia reduz para 7 dias isolamento de contactos de risco

26 de Janeiro 2022

As autoridades de saúde russas reduziram terça-feira o período de isolamento para quem teve contacto com infetados com SARS-CoV-2, que provoca a Covid-19, de 14 para sete dias, apesar da escalada de infeções no país.

A nova regra foi anunciada pelo primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin, que explicou que a redução só abrange quem teve contacto próximo com um infetado pelo coronavírus.

O isolamento de 14 dias mantém-se para quem tiver um teste positivo para o SARS-CoV-2.

O número de novas infeções diárias na Rússia aumentou mais de quatro vezes nas últimas duas semanas, de cerca de 15.000 em 10 de janeiro para 67.809 registadas ontem, o valor mais alto em 24 horas desde o início da pandemia.

No entanto, de acordo com o ministro da Saúde, Mikhail Murashko, não houve aumento significativo nas hospitalizações, que cresceram apenas 6,4%.

De acordo com os dados oficiais, os hospitais russos tinham ontem 116.000 pacientes com Covid-19 e cerca de 50.000 camas hospitalares livres, em todo o país.

Cerca de metade dos 146 milhões de russos estão totalmente vacinados, embora a Rússia se tenha vangloriado de ser o primeiro país do mundo a aprovar e lançar uma vacina contra o coronavírus, desenvolvida internamente.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Ministério avalia propostas das ordens nos próximos dois meses

O Governo vai avaliar nos próximos dois meses as propostas apresentadas hoje à ministra da Saúde pelas ordens profissionais, que demonstraram preocupação com a resposta assistencial do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou hoje a ministra.

Doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar na Europa

As doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar nos países da União Europeia (UE) e do Espaço Económico Europeu (EEE), alertou esta segunda-feira o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) no âmbito da Semana Europeia da Vacinação.

Hérnias

Dr. Eduardo Xavier, Médico Cirugião

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights