Bebé morre na capital do Brasil enquanto esperava cama no hospital

3 de Fevereiro 2022

Um bebé de 01 e 04 meses morreu em Brasília, capital do Brasil, após ser diagnosticado com Covid-19 e enquanto aguardava uma cama nos cuidados intensivos, que estão totalmente ocupados, relataram autoridades locais.

De acordo com a Secretaria da Saúde de Brasília, o bebé tinha sido internado num hospital público na segunda-feira com diagnóstico positivo para a doença Covid-19, causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, e a família aguardava a sua transferência para uma unidade de cuidados intensivos, onde ficam os pacientes em estado grave e que necessitam de cuidados especiais.

No entanto, a condição pulmonar da criança piorou e esta sofreu “uma parada cardiorrespiratória”, informaram as autoridades em nota divulgada na quarta-feira.

As unidades de terapia intensiva (UTI) dos hospitais de Brasília têm níveis de ocupação que, nas últimas duas semanas, variaram entre 95 e 100%, devido ao maior avanço da variante Ómicron do coronavírus, que começou a espalhar-se com mais intensidade no país desde o início de janeiro.

Como as próprias autoridades admitiram, cerca de 90% dos pacientes internados por Covid-19 não foram vacinados ou não estão totalmente imunizados com duas doses, apesar de o programa de imunização brasileiro ter começado há mais de um ano.

Na terça-feira, o Brasil registou 929 mortes e 193.465 novas infeções, o que elevou o total de vítimas para 628.067 e o acumulado de casos para 25,62 milhões desde o início da pandemia, em fevereiro de 2020.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada

Os trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada (PPP), garante Camilo Ferreira, coordenador da Comissão de Trabalhadores, que recordou, em conversa com o HealthNews, a exaustão dos profissionais naquele modelo de gestão e, como Entidade Pública Empresarial (EPE), a melhoria das condições de trabalho e do desempenho.

Governo quer “articulação virtuosa” entre entidades de saúde

O Governo está a avaliar as atribuições de entidades como a Direção-Executiva do SNS, a DGS e o Infarmed para garantir “uma articulação virtuosa” que consiga diminuir a burocracia e concretizar as políticas de saúde, anunciou hoje a ministra.

Menopausa: Uma doença ou um processo natural de envelhecimento?

A menopausa foi o “elefante na sala” que a Médis trouxe hoje ao Tejo Edifício Ageas Tejo. O tema foi abordado numa conversa informal que juntou diversos especialistas. No debate, os participantes frisaram que a menopausa não é uma doença, mas sim um “ciclo de vida”. 

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights