Governo prolonga situação de alerta até 22 de março

3 de Março 2022

O Governo prolongou esta quinta-feira a situação de alerta devido à pandemia de Covid-19 até ao dia 22 de março, segundo o comunicado do Conselho de Ministros.

A situação de alerta, nível mais baixo de resposta a situações de catástrofes da Lei de Base da Proteção Civil, terminava na próxima segunda-feira.

“O Conselho de Ministros aprovou hoje a resolução que prorroga a declaração da situação de alerta, no âmbito da pandemia da doença covid-19, até às 23:59 do dia 22 de março de 2022”, refere o comunicado.

Segundo o Governo, a resolução, que entra em vigor a 08 de março, mantém inalteradas as medidas atualmente em vigor.

Entre as medidas em vigor está a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços interiores públicos, serviços de saúde e transportes.

Para quem não tem a dose de reforço da vacina contra Covid-19, mantém-se a obrigatoriedade do teste negativo ao coronavírus SARS-CoV-2 nas visitas a lares e em estabelecimentos de saúde, tendo em conta que são grupos de especial vulnerabilidade.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 21.141 pessoas e foram contabilizados 3.294.691 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante no mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Português vence concurso internacional IDEASforEARS

Entre as 253 soluções criativas apresentadas a concurso para ajudar pessoas com perda auditiva infantil, vindas de 24 países, foram apurados 14 vencedores, incluindo o jovem português de 10 anos de idade André da Silva Freire. O prémio inclui uma viagem à sede da MED-EL em Innsbruck, Áustria, empresa que organiza o IDEASforEARS.

Maria de Belém: “Saúde da mulher pode fazer crescer a economia global um trilião de dólares por ano”

Licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra, Maria de Belém trabalhou em áreas distintas, sempre com foco no serviço público. Em entrevista à VoiceMED, newsletter da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), a ex-ministra da Saúde e ex-membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra fala, entre outros temas, sobre a saúde da mulher.

Oncologista portuguesa integra nova comissão Lancet sobre o cancro da mama

A nova comissão Lancet sobre o cancro da mama divulgou hoje os resultados e recomendações sobre as melhorias a nível mundial no tratamento do cancro da mama. Fátima Cardoso, presidente da Aliança Global para o Cancro da Mama Avançado (ABC), integra o grupo internacional multidisciplinar de peritos.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights