“Loucas na Maternidade” retrata no Camões em Luanda problemática da gravidez precoce

28 de Março 2022

A problemática da saúde materno-infantil, gravidez precoce e seus efeitos nas unidades hospitalares angolanas serão retratadas, na quinta-feira, durante o espetáculo “Loucas na Maternidade”, promovido pelo Camões – Centro Cultural Português (CPP) em Luanda, foi esta segunda-feira anunciado.

O espetáculo de ‘spoken word’ (palavra falada), organizado pelo CPP em parceria com a agência criativa Art Sem Letra, marca o regresso aos palcos do coletivo de artistas Mulheres D`Palavra, cuja abordagem está centrada nas questões sobre o “género e saúde materno-infantil de qualidade”.

O coletivo Mulheres D`Palavra, que se diz preocupado com o atual contexto da mortalidade infantil, gravidez na adolescência, fuga à paternidade e com o abuso sexual em Angola, deve apresentar a narrativa num ambiente hospitalar, com adereços e objetos cénicos.

Segundo um comunicado do CPP em Luanda, enviado hoje à Lusa, as poetisas, “que aceitaram o desafio de dar voz e vez às mulheres que vencem as dores de parto para dar vida e multiplicar a existência humana”, devem surgir em palco com performances individuais, duplas e quartetos.

Irene Amosi, Adolfina Lua, Dreça Manuel e Sandra Bande compõem o elenco de artistas que vão dar vida a “Loucas na Maternidade”.

Sandra Bande refere, citada pela nota, que “esta é uma oportunidade de se colocar na pauta de debate, as preocupações da gravidez precoce” no país “tendo em conta as altas taxas apresentadas no último relatório do Fundo das Nações Unidas para a População”.

Já o responsável pela produção e diretor-executivo da agência, Kiaco Zambo, assinala que “’Loucas na Maternidade’ é um espetáculo emergente e experimental pela forma que é levado ao público, tendo em conta os múltiplos problemas que se verificam nas maternidades”.

O projeto é uma iniciativa e produção da Art Sem Letra, baseada na peça do dramaturgo Maieno Zambo, e conta com o apoio do Camões Angola – Instituto de Cooperação, Cultura e Língua Portuguesa.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Carolina Guedes sobre a LisbonPH: “Somos o paradigma da mudança no setor da Saúde”

A LisbonPH, associação sem fins lucrativos fundada por estudantes empreendedores, organiza esta sexta-feira um evento comemorativo do seu décimo aniversário. Através do desenvolvimento de projetos focados no Profissional de Saúde, a associação tem trabalhado para ser o “paradigma da mudança no setor da saúde”. Em entrevista ao nosso jornal, a Presidente Executiva sublinhou alguns dos principais desafios e revelou as metas para a próxima década.

Câmara de Santa Cruz recruta 24 novos bombeiros

A Câmara de Santa Cruz recrutou 24 bombeiros, que passam a integrar os quadros da companhia de sapadores do município, anunciou a autarquia, referindo que a formação dos novos recrutas representa um investimento superior a 150 mil euros.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights