AstraZeneca lança guia prático para auxiliar médicos na referenciação de doentes cardiovasculares

A AstraZeneca desenvolveu um Guia Prático Cardiovascular dirigido a médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar. O objetivo é “descrever uma abordagem prática às patologias cardiovasculares mais frequentes que podem requerer uma referenciação para consulta hospitalar”.

Este novo guia contou com a participação de quatro especialistas em Cardiologia e três especialistas em Medicina Geral e Familiar. Ao dos capítulos divididos por patologias são partilhadas sugestões de normas para a referenciação dos doentes cardiovasculares para a consulta hospitalar da especialidade.

De acordo com a farmacêutica, o Guia Prático Cardiovascular fornece ainda orientações sobre uma abordagem clínica, no âmbito dos cuidados de saúde primários, para um diagnóstico diferencial e acompanhamento crónico mais eficiente, se necessário.

Rui Baptista, cardiologista, explica que “muitas vezes, quando um médico de família está a ver um doente numa consulta, e existe um sintoma cardiovascular, pode haver dúvidas relativamente não só à significância desse sintoma, dessa queixa cardiovascular, mas também ao plano estratégico de diagnóstico e terapêutica a aplicar a esse doente. O Guia vem tentar dar resposta a esses critérios de referenciação.”

O especialista alertou que “uma má referenciação ou uma referenciação tardia pode ser perigosa para o doente”. Neste sentido, o Guia pretende ajudar a “adequar o mais possível a referenciação dos doentes às expectativas quer dos médicos de família, quer dos doentes, quer dos cardiologistas a nível hospitalar. Se nós tivermos os doentes mais adequadamente referenciados, naturalmente que quer a priorização clínica, que é feita na triagem das consultas, quer a longo prazo, provavelmente o processo melhorará para aqueles que realmente precisam, com aqueles que não precisam a ficarem nos centros de saúde.”

Rui Batista destaca que o guia permite uma visão “mais objetiva e menos heterogénea entre os vários referenciadores e hospitais”.

O Guia Prático Cardiovascular, apresentado no Congresso Português de Cardiologia, teve por base o artigo “Practical approach to referral from primary health care to a cardiology hospital consultation in 2022”. Este documento tem o apoio científico do Grupo de Estudos de Doenças Cardiovasculares da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar.

PR/HN/Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This