ONU apoia formação de parteiras em Timor-Leste para prevenir mortalidade materna

26 de Janeiro 2024

O Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP) entregou hoje a três escolas superiores de saúde timorenses equipamento de simulação de partos para a formação de parteiras e ajudar a prevenir a mortalidade maternoinfantil no país.

“Parteiras bem formadas podem fornecer informações e serviços abrangentes sobre saúde sexual e reprodutiva e desempenhar um papel fundamental na promoção da saúde nas suas comunidades”, afirmou a representante do FNUAP em Timor-Leste, Pressia Arifin-Cabo.

Para a responsável, as parteiras estão no centro da saúde da mulher em Timor-Leste.

“Estão a seu lado quando são adolescentes, enquanto planeiam a sua família, durante o parto e depois de darem à luz”, salientou Pressia Arifin-Cabo.

As parteiras bem formadas e apoiadas para prestar cuidados de saúde “podem prevenir cerca de dois terços das mortes maternoinfantil”, sublinhou.

“Podem também prestar 87% de todos os serviços essenciais de saúde sexual, reprodutiva, materna e neonatal. Isto é exatamente o que Timor-Leste precisa para reduzir a mortalidade materna”, afirmou.

Timor-Leste tem uma das taxas de mortalidade materna mais elevadas no Sudeste Asiático com 195 mortes por 100.000 nados-vivos, de acordo com dados do FNUAP.

A agência da ONU referiu também que apenas 57% dos partos são assistidos por profissionais de saúde qualificados.

Os equipamentos foram doados à Escola Superior de Parteiras da Universidade Nacional de Timor-Leste, ao Instituto Superior Cristal e ao Instituto de Ciências da Saúde.

Presente na cerimónia de entrega do donativo esteve também o ministro do Ensino Superior, Ciência e Cultura timorense, José Jerónimo, que agradeceu o apoio.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights