SOS Estudante de Coimbra com quase 700 atendimentos nos últimos seis meses

23 de Fevereiro 2024

A SOS Estudante, uma linha telefónica de apoio emocional e prevenção do suicídio constituída unicamente por alunos da Universidade de Coimbra, registou quase 700 atendimentos nos últimos seis meses, revelou hoje a sua presidente, Rita Neves.

“Tivemos um aumento de chamadas em seis meses. As estatísticas dos últimos seis meses indicam que foram recebidas 660 chamadas, o que equivale mais ou menos a 112 telefonemas por mês”, revelou.

Durante a apresentação do programa da Semana Cultural da Universidade de Coimbra (UC), que decorre de 01 a 15 de março, Rita Neves informou que no semestre imediatamente anterior foram atendidas 447 pessoas.

“A nossa linha de apoio é totalmente anónima e confidencial, onde as pessoas podem partilhar os seus pensamentos e usufruir de um espaço para desabafar. Constatamos um claro aumento das nossas chamadas e acredito que isso seja muito por sermos um espaço confidencial”, referiu.

Os contactos têm como temas mais comuns os sintomas de ansiedade, a solidão, a carência afetiva, os comportamentos auto lesivos e as intenções suicidas.

Apesar de a linha se chamar Linha SOS Estudante, as chamadas chegam “de qualquer faixa etária, profissão ou etnia”.

De acordo com a presidente da SOS Estudante, é o sexo masculino quem mais recorre a esta linha.

“Nós notamos um aumento das chamadas na população adulta e não tanto da parte estudantil. Sentem-se muito sozinhas”, acrescentou.

Segundo a página da rede social Facebook da SOS Estudante, a faixa etária que mais contactou a linha encontra-se entre os 36 e os 49 anos.

Esta informação tem por base a perceção com que fica quem atende a chamada, atendendo apenas à voz, uma vez que a linha não exige qualquer elemento de identificação.

A voz foi o mote para participarem na 26.ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra, que decorre de 01 a 15 de março, com a exposição “Dar Voz aos Teus Pensamentos”, que estará patente no edifício da Associação Académica de Coimbra.

Será dada voz às vivências partilhadas nos contactos telefónicos através de uma exposição cinematográfica, que permitirá compreender a saúde mental da comunidade.

A Linha SOS Estudante (telefones 915246060, 969554545 e 239484020) está disponível todos os dias, das 20:00 às 01:00.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM lança aviso a tutela: “Não queremos jogos de bastidores nem negociatas obscuras”

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) disse esta sexta-feira esperar que, na próxima reunião com o Ministério da Saúde, “haja abertura para celebrar um protocolo negocial”. Em declarações ao HealthNews, Joana Bordalo e Sá deixou um alerta à ministra: ” Não queremos jogos de bastidores na mesa negocial. Não queremos negociatas obscuras.”

SNE saúda pedido de relatório sobre mudanças implementadas na Saúde

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) afirmou, esta sexta-feira, que vê com “bons olhos” o despacho, emitido pela ministra da Saúde, que solicita à Direção-Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) um relatório do estado atual das mudanças implementadas desde o início de atividade da entidade.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights