Cancro do Pulmão: Takeda promove campanha sobre os sintomas e importância do diagnóstico atempado

Cancro do Pulmão: Takeda promove campanha sobre os sintomas e importância do diagnóstico atempado

A campanha alerta para os principais sinais e sintomas e para a importância do diagnóstico atempado da doença.

A Takeda explica, em comunicado, que “o objetivo da campanha passa, sobretudo, por dar a conhecer os principais sinais e sintomas do cancro do pulmão, que podem ser desvalorizados por serem confundidos com os de outras patologias, dificultando, em muitos casos, o diagnóstico”

Sintomas como tosse persistente e irritativa, dor torácica, dificuldade respiratória, rouquidão e fadiga, “são sinais de alerta e que devem motivar uma consulta médica”.

A farmacêutica frisa que o “tumor pode desenvolver-se de forma silenciosa, não apresentando sintomas durante algum tempo, pelo que a maioria dos doentes são diagnosticados em estado avançado”.

Apesar dos avanços no diagnóstico e no tratamento ocorridos nas últimas décadas, o cancro do pulmão continua a ser o cancro mais prevalente em todo o mundo.

Em Portugal, em 2020, foram diagnosticados 5.415 tumores do pulmão e registaram-se 4.797 mortes. O cancro do pulmão é o segundo tumor mais frequente nos homens e o quarto mais frequente nas mulheres.

PR/HN/Vaishaly Camões

Takeda e ADAH lançam plataforma dedicada ao Angioedema Hereditário

Takeda e ADAH lançam plataforma dedicada ao Angioedema Hereditário

A “Conhece o Angioedema Hereditário” tem como objetivo reunir informação revelante sobre a doença de modo a esclarecer dúvidas e receios de todas as pessoas que “desejam inteirar-se desta doença rara”.

De acordo com Inês Pessoa, Presidente da Associação de Doentes com Angioedema Hereditário (ADAH) “na última década foram exponenciais os avanços alcançados em matéria de diagnóstico e novas terapêuticas para controlo e resolução de crises de Angioedema, com forte impacto na melhoria da qualidade de vida dos doentes.”

Apesar dos avanços, a responsável considera que “há ainda um vasto caminho a percorrer para assegurar a generalização do conhecimento e tratamento a todos os indivíduos afectados por esta patologia. Porém, diz-nos o filósofo chinês Lao-Tse, ‘uma longa viagem começa com um primeiro passo’. No que ao Angioedema Hereditário respeita consideramos que esse passo foi aqui, sem dúvida, dado.”

A par do lançamento da plataforma, a ADAH e a Takeda lançaram a campanha de sensibilização “Agora eu sei que é Angioedema Hereditário”, com o objetivo de “alertar para as causas, sintomas e dificuldades de quem vive com uma doença que, muitas vezes, se confunde com outras patologias mais comuns e fica por diagnosticar durante anos.”

“As crises de Angioedema Hereditário são imprevisíveis e podem limitar significativamente a maneira como os doentes vivem as suas vidas. O nosso objetivo é ajudar os doentes com Angioedema Hereditário a viver com zero crises e maior qualidade de vida. A campanha “Agora eu sei que é AEH”, pode ajudar as pessoas com AEH e os especialistas na sua jornada pela doença”, afirma Helena Coutinho, Business Unit Head GI, RMD & HAE da Takeda Portugal .

O angioedema hereditário (AEH) é uma doença genética rara que pode causar crises repentinas, recorrentes e dolorosas de edema do abdómen, das extremidades, dos genitais, da face e de outras partes do corpo.

PR/HN/Vaishaly Camões

Podcast “Mieloma em Múltiplas Conversas”: Takeda e associações de doentes lançam sete novos episódios

Podcast “Mieloma em Múltiplas Conversas”: Takeda e associações de doentes lançam sete novos episódios

Este é o primeiro podcast em português que promove o conhecimento acerca do mieloma múltiplo, o segundo cancro hematológico mais comum, e que pretende desmistificar a doença e transmitir uma mensagem positiva aos ouvintes – doentes, familiares, cuidadores, profissionais de saúde ou outros com um papel fundamental no acompanhamento e tratamento da doença.

Conduzidos pela jornalista Fernanda Freitas, os sete novos episódios do podcast estão disponíveis no website https://mielomanavidareal.pt e nas plataformas Spotify e Google Podcast. Podem também ser ouvidos através do site e da página de Linkedin da Takeda ou nas redes sociais e no site das associações de doentes envolvidas.

O “Mieloma em Múltiplas Conversas” pretende aumentar o conhecimento de quem vive com mieloma múltiplo, ou de quem convive de perto com a doença, através da partilha de testemunhos, conversas com especialistas sobre fases importantes do tratamento, dicas de como gerir melhor a doença, informação sobre apoio psicológico e social e conselhos para uma alimentação saudável.

PR/HN/Rita Antunes