Aulas presenciais em Macau arrancam a partir de 01 de setembro

24 de Agosto 2020

Os estudantes de Macau vão regressar às aulas em setembro, com a maioria das escolas a reabrirem no primeiro dia do mês, enquanto a Escola Portuguesa de Macau arranca uma semana depois, informaram esta segunda-feira as autoridades.

“A maioria das escolas terá início no início de setembro do ano letivo de 2020/2021, sendo que mais de 60% delas terão início a 01 de setembro, 15% a 02 de Setembro, e as restantes a 03 de Setembro ou após esta data”, indicou em comunicado a Direção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ).

O distanciamento social, o uso obrigatório de máscara, assim como a medição de temperatura deverão continuar a ser obrigatórios de forma a prevenir a propagação da Covid-19, num território que nunca registou qualquer caso de transmissão comunitária.

Macau foi dos primeiros territórios a ser atingido pela pandemia. Até ao momento foram identificados 46 casos, mas atualmente não há nenhum ativo.

Os alunos do território tiveram um conturbado ano letivo com as aulas suspensas desde o fim de janeiro, devido à Covid-19, com o regresso a verificar-se de forma faseada a partir de maio.

Agora, e de forma a garantir um regresso às aulas seguro, a DSEJ apelou às escolas para fazerem um bom trabalho na prevenção e controlo da epidemia durante as férias de verão, aconselhou alunos e professores a “aumentar a sua sensibilização para a gestão da auto saúde e higiene, evitar viajar para áreas infetadas e para o estrangeiro, e manter-se a par dos últimos desenvolvimentos da epidemia e das restrições à imigração para assegurar um início sem problemas no novo ano escolar”.

Ao mesmo tempo, lê-se numa nota divulgada pelas autoridades em meados de agosto, “as escolas são obrigadas a limpar e desinfetar minuciosamente os seus ‘campus’ de acordo com as diretrizes”, no prazo de uma semana antes do início do novo ano letivo.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Dois anos depois, acesso ao aborto divide Estados Unidos ao meio

A decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos de revogar o direito federal ao aborto, tomada há dois anos, dividiu profundamente o país no que diz respeito ao acesso a cuidados de saúde. Atualmente, em 21 estados norte-americanos, o procedimento é ilegal ou restrito.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights