Hospital de Bragança com equipamento “mais rápido e eficiente” na deteção do vírus

15 de Dezembro 2020

O Hospital de Bragança dispõe de um novo equipamento “mais rápido e eficaz” para a deteção do novo coronavírus que aumenta a capacidade de resposta e diminui o tempo de espera por resultados, informaram esta terça-feira os responsáveis.

Trata-se de equipamento de biologia molecular, segundo a Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, que foi instalado no Serviço de Patologia Clínica e está a funcionar há cerca de um mês “a uma média de 376 testes por dia”.

A ULS sublinha, em comunicado, que com este equipamento “é possível aumentar a capacidade de resposta, tendo já sido realizados 9.359 rastreios” desde a sua entrada em funcionamento.

“Trata-se de uma importante mais-valia, em particular no atendimento a situações hospitalares urgentes, tais como o internamento de doentes em enfermaria, cuidados intensivos, grávidas e a necessidade de cirurgia urgente ou procedimentos invasivos”, sustenta.

Esta resposta, como salienta, “promove a deteção precoce de casos positivos e evita esperas prolongadas (dos doentes) nas zonas de suspeitos”.

A instalação do novo equipamento implicou “uma reorganização do espaço físico destinada especificamente à Biologia Molecular, a definição de um circuito próprio, com áreas dedicadas para receção, verificação, integração e posterior análise efetiva das referidas amostras”.

“Assim, além da maior eficiência e organização do seu trabalho, os profissionais desta valência desenvolvem a sua atividade com as melhores condições de segurança”, acrescenta.

A instituição informou ainda que, “além da realização do teste que é feito a todos os doentes aquando da entrada nos serviços hospitalares para internamento ou realização de exames invasivos, a ULS do Nordeste passa igualmente a realizar um novo teste de despistagem da Covid-19 ao quinto dia de internamento”.

O Serviço de Patologia Clínica da ULS do Nordeste efetua a análise dos testes solicitados tanto pelos três hospitais da região, nomeadamente Bragança, Mirandela e Macedo de Cavaleiros, que hospitalar, nas Unidades de Bragança, de Macedo de Cavaleiros e de Mirandela, como pela Unidade de Saúde Pública.

Além dos testes ao novo coronavírus, este serviço é também responsável pelo processamento de todas as outras amostras para assistência a doentes da área da abrangência da ULS do Nordeste, durante 24 horas por dia e sete dias por semana.

Desde o início da pandemia, foram realizados 49.570 testes no distrito de Bragança, dos quais 4.325 deram positivo, segundo dados oficiais.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 1,6 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 5.733 em Portugal.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights