Aumento de casos de Covid-19 deixa Dinamarca em risco de colapso nos hospitais

6 de Novembro 2021

As autoridades sanitárias dinamarquesas manifestaram-se na sexta-feira preocupadas com o risco de o sistema hospitalar entrar em colapso face ao elevado número de novos casos de Covid-19 no país, onde as restrições foram levantadas há um mês.

“Com o risco do aumento de casos de Covid-19, de gripe e de outras doenças infecciosas, corremos o risco de sobrecarregar os hospitais”, disse o diretor da Agência Nacional de Saúde dinamarquesa, Soren Brostrom, num comunicado.

“Já estamos a ver que os hospitais de todo o país estão muito ocupados e com pouco pessoal. No entanto, não temos a resiliência que tínhamos no passado, porque há muito tempo que [os profissionais de saúde] estão sob pressão”, alertou.

Ontem, pelo segundo dia consecutivo, as autoridades sanitárias contabilizaram mais de 2.000 novos casos do novo coronavírus (foram contabilizados ontem 2.598 e ainda cinco mortes) num país onde nenhuma das restrições impostas no passado recente está em vigor.

Pioneiro na aplicação do certificado sanitário, criado na primavera, o país de 5,8 milhões de habitantes retirou-o de circulação a 10 de setembro passado, numa altura em que o número de novos casos era quatro vezes menor do que o de hoje.

O Ministério da Saúde está atualmente a analisar a possibilidade de reclassificar a doença como “uma ameaça à sociedade”, o que não acontecia desde setembro.

“Pedimos à Comissão de Epidemias para avaliar as medidas relevantes para combater a atual situação”, indicou o ministério.

Na Dinamarca, 85,9% dos maiores de 12 anos receberam as duas doses da vacina.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights