Cerca de 1.400 condutores multados por uso do telemóvel ao volante

22 de Fevereiro 2022

Cerca de 1.400 pessoas foram multados por usar o telemóvel enquanto conduziam, no âmbito da campanha que decorreu na semana passada em Portugal e que fiscalizou mais de 51.000 veículos.

Em comunicado conjunto, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a GNR e a PSP lembram que a campanha “Ao volante, o telemóvel pode esperar”, que decorreu entre os dias 15 e 21 deste mês, em todo o país, pretendeu alertar os condutores para as “graves consequências do manuseamento do telemóvel durante a condução”.

Pela primeira vez esta campanha contou com a participação dos serviços das administrações regionais das regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

A campanha foi divulgada nos meios digitais e através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização da responsabilidade da GNR e PSP em Lisboa, Bragança, Guimarães, Vila Pouca de Aguiar e Cova da Piedade. Idênticas ações ocorreram nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Foram passadas diversas mensagens pelas autoridades, entre elas a de que os condutores que utilizam o telemóvel durante a condução são mais lentos em reconhecer e a reagir a perigos e que o uso de aparelhos eletrónicos durante a condução causa dificuldade na interpretação da sinalização.

No total, foram fiscalizados presencialmente 51.112 veículos e registadas 15.176 infrações, das quais 1.394 relativas ao uso do telemóvel durante a condução.

No período da campanha, as autoridades registaram 2.178 acidentes, de que resultaram 11 vítimas mortais, 30 feridos graves e 618 feridos leves.

As 11 vítimas mortais, todas do sexo masculino, tinham idades entre 19 e 83 anos.

Os acidentes ocorreram nos distritos de Braga, Leiria, Lisboa, Viseu, Portalegre, Setúbal, Évora e Beja.

Destes acidentes com vítimas mortais, oito foram despistes, dos quais sete com veículos ligeiros e um com motociclo.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 817 acidentes, mais seis vítimas mortais, mais cinco feridos graves e mais 219 feridos leves.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Projeto liderado pela ESEnfC vence Prémio Erasmus+

O projeto europeu de capacitação para a prática de cuidados de enfermagem multiculturais, “MulticulturalCare”, liderado pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) e com coordenação da professora Ana Paula Monteiro, foi vencedor do Prémio Erasmus+ na categoria de Parcerias de Cooperação no Ensino Superior do ano 2023, foi anunciado na última terça-feira.

Sindepor vai impugnar concurso da ARS Norte

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros (Sindepor) vai “contestar juridicamente a alteração súbita das regras de um concurso destinado à contratação de 61 enfermeiros para a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte”, divulgou hoje o Sindepor.

Número de mortos em esfaqueamento na Austrália sobe para seis

O número de vítimas mortais do esfaqueamento que ocorreu hoje num movimentado centro comercial em Sidney, na Austrália, subiu de cinco para seis, depois de um dos feridos hospitalizados ter sucumbido aos ferimentos, confirmou a polícia australiana.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights