26/05/2022 | Consultório

Joanetes – Palmilhas, talas e cremes ajudam no alívio da dor?

Dr. Franz Walter Boensch, médico-cirurgião, no Hospital Dom Manuel de Aguiar, em Leiria.

Mais de 80% dos portugueses com mais de 35 anos têm algum tipo de problema nos pés. Entre os mais comuns estão os calos, as onicopatias (doenças nas unhas) e os joanetes, indica a Associação Portuguesa de Podologia.

No caso dos joanetes, a única cura é a intervenção cirúrgica. No entanto, há pequenos ‘truques’ que ajudam no combate à dor. O uso de talas, palmilhas e cremes pode aliviar parcialmente e provisoriamente os sintomas. Porém, o seu uso não previne nem corrige as deformidades.

Os joanetes podem surgir por diversos fatores: biomecânicos, degenerativos, e até hereditários.

Este tipo de deformidades são mais comuns nas mulheres do que nos homens, “por razões hormonais”, mas também devido ao uso de calçado inadequado, como sapatos de salto alto e bicudos.

De acordo com o especialista, a deformidade óssea nos pés pode também originar outros problemas. Devido à dor, as pessoas começam a andar de uma forma diferente para tentar compensar. Isto leva a outros problemas nos pés, joelhos, ancas e coluna.

Fisioterapia para reeducar a forma como se caminha

Depois de uma operação aos joanetes, é fundamental que o paciente tenha alguns cuidados com o pé operado de forma a garantir o sucesso da intervenção.

De acordo com os especialistas, os doentes devem evitar submeter o pé a compressões inadequadas e à utilização de calçado inapropriado.

A utilização de sapatos de salto alto está, por isso, altamente desaconselhada para as mulheres. Também o regresso à atividade profissional depende do tipo de profissão do paciente.

Alguns pacientes regressam ao trabalho passada uma semana e mantêm o pé elevado e apoiado numa cadeira para evitar o inchaço, outros pacientes precisam de até seis semanas, dependendo da evolução do joanete.

As sessões de fisioterapia são fundamentais e obrigatórias para quem realiza a intervenção.

O objetivo será reduzir o inchaço pós-operatório e manter a flexibilidade das articulações operadas, o paciente tem de ser reeducado a andar de forma correta para regressar às suas atividades normais.

Há diferentes cirurgias para tratar os joanetes?

Há cirurgias diferentes para tratar as deformidades. O tipo de joanete e o grau de deformidade são avaliados em consulta pelo especialista, através de um exame clínico especializado e de exames complementares de diagnóstico.

Como é realizada a intervenção cirúrgica?

As cirurgias realizam-se sem recurso a anestesia geral. As cirurgias são feitas através de um corte pequeno, de cerca de 6 centímetros, e não há pontos visíveis da sutura.

No que diz respeito a incisões muito pequenas, ‘mini-invasivas’, os tipos de intervenções cirúrgicas são limitados. A intervenção em si demora entre 30 a 90 minutos.

1 Comment

  1. Lurdes Silva

    Gostava de saber se trabalham com ADSE. Obrigada

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading
Share This