OMS doou testes de despistagem de dengue e máscaras e gel a São Tomé e Príncipe

A Organização Mundial de Saúde (OMS) doou na quinta-feira 25 mil testes de despistagem de dengue e seis mil máscaras de proteção às autoridades sanitárias e eleitorais de São Tomé Príncipe.

A entrega foi feita pela representante interina da agência da ONU, Françoise Bigirmana, que na ocasião disse já terem sido referenciados 919 casos de dengue e registados dois mortos no país.

“O país mostra alguma vulnerabilidade à covid-19 e tem uma das taxas de incidência mais elevadas de África, com 2.778 casos por 100 mil habitantes. Em relação à dengue, já registamos 919 casos e dois óbitos e receamos um aumento com as próximas chuvas”, disse Françoise Bigirmana.

A representante da OMS disse querer aproveitar a cerimónia de entrega do material, que inclui mil garrafas de 500 mililitros, de gel, “para chamar a atenção” para a epidemia de dengue em São Tomé e Príncipe, que irrompeu em abril passado, “para insistir nos esforços de prevenção, deteção precoce e boa gestão dos testes de dengue”.

Quanto à Covid-19, Françoise Bigirmana adiantou que São Tomé e Príncipe já registou 6.115 casos e 75 óbitos, o mais recente dos quais na semana passada, e salientou que importa agora passar dos atuais 46% de cobertura vacinal da população são-tomense para os 70% fixados pelo Governo.

As máscaras e o gel, que se destinam à Comissão Nacional Eleitoral, foram doados para proteger a população durante a votação para as eleições autárquicas, regionais e legislativas que está marcada para setembro.

A ministra da Saúde são-tomense, Filomena Monteiro, agradeceu a doação do material sanitário e reconheceu a “dificuldade” que o país tem para encomendar testes.

Filomena Monteiro apelou à população para continuar a usar máscara sempre que necessário.

“Há muitas pessoas que não usam máscara e o Governo restringiu algumas medidas, mas independentemente de ser opção, tenhamos consciência e saber como prevenir a doença, porque ela ainda existe, ela ainda tem estado a causar óbitos. Portanto, desde já voltamos a apelar à população para cada são-tomense se proteger”, frisou.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This