GSK quer produzir mil milhões de doses de adjuvante para vacina contra Covid-19

1 de Junho 2020

A GSK, multinacional com sede no Reino Unido,  anunciou esta segunda-feira a produção de mil milhões de doses do seu sistema adjuvante para vacinas contra o novo coronavírus até 2021. A farmacêutica garante que o adjuvante vai ser produzido em instalações do Reino Unido, Estados Unidos da América e no Canadá.

De acordo com o Presidente da Área de Vacinas da GSK, Roger Connor., “tudo indica que será necessária mais do que uma vacina para combater esta pandemia”. Em resposta às necessidades existentes, a GSK acredita que a tecnologia adjuvante poderá “potencialmente melhorar a eficácia e a produção de várias vacinas contra a Covid-19”.

A farmacêutica acredita que, através destas ferramentas, é possível distribuir cerca de mil milhões de doses de adjuvantes para vacinas até 2021, “ajudando assim a proteger mais pessoas e procurando com isto contribuir para o esforço global para combater a Covid-19”. É por isso que a GSK garante que a intenção é permitir “um acesso justo” a todas as populações do mundo, sem esquecer os países mais pobres. “É, também, um objetivo fundamental do esforço que está a ser feito e que passa por donativos e por trabalho conjunto com governos e outras instituições que permitam priorizar esse acesso”, garante a multinacional farmacêutica.

A GSK já formalizou várias colaborações com parceiros científicos da América do Norte, Europa e China. A farmacêutica afirma que tem dado prioridade aos esforços para disponibilizar tecnologia adjuvante aos parceiros que já estão a desenvolver vacinas candidatas contra a Covid-19.

PR/ HN/ Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Centro de Saúde de Óbidos reabre na sexta-feira

O Centro de Saúde de Óbidos vai reabrir na sexta-feira, após uma requalificação de mais de meio milhão de euros financiados Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), informou a Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste.

Papa levado para o hospital para fazer exame médico

O Papa Francisco foi levado hoje a um centro médico ligado do hospital Gemelli, na ilha Tiberina, em Roma, para um exame médico após a audiência geral no Vaticano, disseram fontes do Vaticano à agência de notícias ANSA.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights