Costa defende na CNN que Portugal é um destino seguro para os turistas

16 de Junho 2020

O primeiro-ministro defende, em declarações à CNN, que Portugal é um destino seguro para os turistas, alegando que foi um dos países europeus que mais testes realizou e que apresenta melhores indicadores no controlo da Covid-19.

Numa breve entrevista gravada na segunda-feira à noite, António Costa destaca à cadeia de televisão norte-americana que em Portugal foi celebrado um protocolo entre as autoridades de saúde e os representantes da hotelaria nacional no sentido de garantir condições de segurança e de higiene a quem visitar o país.

“Portugal foi um dos países que mais testou por milhão de habitantes e apresenta números de confiança. Ora, a confiança é um fator essencial para a escolha do destino de férias”, sustenta o primeiro-ministro.

Na notícia, com cerca de três minutos, o repórter da CNN Fred Pleitegen assinala que o turismo português foi duramente atingido pela pandemia de Covid-19 e acrescenta que a economia portuguesa é das mais dependentes face à procura turística.

Logo a seguir, aponta também que Portugal foi dos países que mais cedo se confinou para combater a propagação do novo coronavírus e que as autoridades portuguesas são vistas como um caso de “sucesso” no controlo da pandemia.

Na reportagem, além de se mencionar que quem chega ao aeroporto de Lisboa é alvo de um controlo de temperatura, é entrevistado um casal alemão, no Largo Portas do Sol, na Freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa, que diz sentir-se seguro na sua visita a Portugal.

Na segunda-feira, na apresentação da nova campanha do Turismo de Portugal, o primeiro-ministro deixou uma mensagem tendo então como alvo o mercado interno.

António Costa convidou os portugueses a fazerem férias “cá dentro” aproveitando o privilégio de visitarem ou redescobrir o país que por três anos consecutivos – 2017, 2018 e 2019 – foi considerado o melhor destino turístico do mundo.

“Se temos o privilégio de viver no melhor destino do mundo, então só nos resta aproveitá-lo”, argumentou.

“Temos de proteger a nossa saúde, mas temos também de proteger os rendimentos, o emprego e as empresas e de fazer viver estes territórios, que fazem de Portugal o melhor destino do mundo e que dependem muito de haver ou não haver turistas”, declarou ainda o primeiro-ministro.

Antes, o ministro da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira já tinha enfatizado a mensagem de que esta oportunidade de os portugueses serem turistas no seu país e também uma oportunidade para se investir nas comunidades nacionais, nas empresas portuguesas.

A campanha “TuPodes, Visita Portugal”, apresentada pelo presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, representa um investimento de dois milhões de euros, vai estar em exibição até ao final do ano e arranca esta terça-feira com o lançamento de um filme protagonizado por turistas de várias nacionalidades, que já visitaram Portugal e que apelam para que os Portugueses se deixem contagiar pela vontade de explorar os sons, as paisagens, a cultura ou a gastronomia do país.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights