Remdesivir aprovado pela Comissão Europeia para tratamento da Covid-19

3 de Julho 2020

A farmacêutica Gilead Sciences anunciou esta sexta-feira que a Comissão Europeia deu luz verde para a introdução no mercado, durante um ano, do Remdesivir. A aprovação do medicamento para o tratamento da Covid-19 foi suportada por dados científicos de um ensaio global de fase III, conduzido pelo National Institute of Allergic and Infectious Diseases dos EUA (NIAID). 

O medicamento está indicado para o tratamento do novo coronavírus em adultos e jovens (com idade igual ou superior a 12 anos e com peso corporal de pelo menos 40 kg) com pneumonia que requerem administração suplementar de oxigénio.

Para Merdad Parsey, MD, PhD, Chief Medical Officer da Gilead Sciences o parecer favorável por parte da Agência Europeia do Mericamento representa um passo importante no combate à pandemia. “Esta autorização de introdução no mercado condicional é um importante marco no trabalho conjunto para responder às necessidades de tratamento dos doentes em toda a Europa.”

De acordo com os investigadores, o Remdesivir foi estudado em vários doentes hospitalizados com Covid-19, “abrangendo um espectro de severidade da doença”. A autorização de introdução no mercado condicional de Remdesivir é suportada pelo ensaio global de Fase 3 de Remdesivir conduzido pelo National Institute of Allergic and Infectious Diseases dos EUA (NIAID). Uma autorização de introdução no mercado condicional na Europa é inicialmente válida por um ano, mas pode ser prorrogada ou convertida numa autorização de introdução no mercado (sem condições) após a apresentação de dados adicionais.

Os ensaios clínicos em curso continuam a avaliar a segurança e eficácia do Remdesivir, incluindo estudos de Remdesivir em combinação com medicamentos anti-inflamatórios e em populações especiais, incluindo doentes pediátricos. Está também a ser realizada investigação sobre novas formulações do Remdesivir que podelevar ao desenvolvimento de estudos em fases mais precoces da doença.

PR/HN/Vaishaly Camões

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Montenegro: “Concordo com a necessidade de valorizar a carreira dos bombeiros e estamos a trabalhar nisso”

Hoje, no debate sobre o estado da nação, o primeiro-ministro respondeu a Inês Sousa Real que concorda que é necessário valorizar a carreira dos bombeiros, mas o Governo está “a trabalhar nisso”, e garantiu que não está desatento à violência doméstica, tendo já avançado com um despacho para a criação de um grupo de trabalho “transversal” no âmbito do apoio à vítima.

Utentes do Médio Tejo elogiam nova Unidade Local de Saúde

Os utentes da saúde do Médio Tejo (CUMST) elogiaram na terça-feira os resultados obtidos com a nova Unidade Local de Saúde (ULS), que agrega a gestão dos cuidados primários e hospitalares, tendo defendido a divulgação dos dados do primeiro semestre.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights