Comércio em Braga vai poder funcionar até às 23:00

14 de Setembro 2020

O presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, anunciou hoje que a partir de terça-feira os estabelecimentos comerciais do concelho vão poder funcionar até às 23:00, a hora limite definida pelo Governo para o estado de contingência.

“Para já, a Câmara não vai aplicar qualquer restrição adicional ao horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, mantendo-se assim os horários definidos em Conselho de Ministros”, disse o autarca à Lusa.

Na quinta-feira, o Conselho de Ministros decidiu que os estabelecimentos comerciais só podem abrir após as 10:00 e terão de encerrar entre as 20:00 e 23:00.

A cada município cabe a determinação da hora exata de encerramento, em função da “realidade específica” de cada concelho.

Em Braga, os estabelecimentos comerciais poderão funcionar até às 23:00.

Portugal entra na terça-feira em situação de contingência no âmbito da pandemia de covid-19, face ao regresso ao trabalho e às aulas, pelo que o Governo decidiu adotar medidas preventivas.

Em relação ao horário dos estabelecimentos comerciais, haverá exceções em que será possível a abertura antes das 10:00, como, por exemplo, pastelarias, cafés, cabeleireiros e ginásios.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 921.097 mortos e mais de 28,8 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.867 pessoas dos 63.983 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Altamiro da Costa Pereira: “A Inteligência Artificial não passa de mais uma ferramenta à disposição do médico”

O impacto das tecnologias no ensino da Medicina e da prática clínica foi o tema escolhido para encerrar o ciclo de conversas conduzidas pelo professor catedrático, Jorge Polónia. Desta vez, e para terminar com ‘chave de oro’, o convidado foi o Diretor da Faculdade de Medicina do Porto, o Prof. Altamiro da Costa Pereira. O responsável destacou que apesar de a Inteligência Artificial ser uma ferramenta “poderosíssima”, esta “nos dá por si só novo conhecimento”, o que significa que “a investigação vai continuar a ser feita” e os médicos vão ser sempre necessários.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights