De acordo com a companhia, este novo teste “é uma opção fiável, acessível, portátil e expansível para testes à Covid-19. O teste rápido de antigénio também pode ser uma ferramenta muito útil para apoiar estratégias de Saúde Pública, como o rastreamento de contactos e testes em grande escala de indivíduos com suspeita de infeção ativa.”

“O teste rápido de antigénio permite testes frequentes à Covid-19 em grande escala, permitindo identificar rapidamente os indivíduos infetados e reduzir a propagação do vírus”, disse Tiago Cravo, Sales Manager do Abbott. “O Abbott usou a sua liderança, conhecimento e experiência na área das doenças infeciosas para criar esta ferramenta poderosa que torna os testes em grande escala rápidos, baratos e acessíveis. Neste momento, a companhia está a trabalhar com as autoridades nacionais para implementá-los em Portugal”.

Os especialistas explicam que os testes de antigénio detetam uma proteína do vírus para determinar a infeção. Como o teste de antigénio fornece informações essenciais no período da infeção em que os indivíduos estão sob maior risco de transmitir a doença, pode ser uma ferramenta poderosa para deter a propagação da infeção. Os testes rápidos de antigénio permitem que os resultados possam ser entregues ao doente na mesma unidade de saúde onde foram realizados.

Advertisements

É neste sentido que o Abbott garante que os testes rápidos de antigénio podem contribuir para: aumentar o acesso a testes devido ao seu design simples. Os testes são portáteis, fáceis de usar e fornecem resultados rápidos que podem ser usados em unidades onde não existem instrumentos laboratoriais ou estes não são os indicados; realizar testes com maior frequência devido à sua acessibilidade e à rapidez com que os resultados são obtidos e para aumentar  a escala de testes, permitindo que a comunidade e as organizações testem milhares de indivíduos para reduzir o risco de propagação da doença, em combinação com testes de PCR.

Sobre o teste Panbio COVID-19 Ag, os especialistas explicam que “é um teste com tecnologia de fluxo lateral para deteção rápida e qualitativa do vírus SARS-CoV-2. A recolha de amostras em indivíduos é realizada através do exsudado da nasofaringe. Não requer qualquer teste de confirmação.”

No entanto, “um resultado negativo não exclui a possibilidade de o doente estar infetado com Covid-19 e não pode ser usado como base única para a determinação do tratamento ou para outras decisões terapêuticas. Ao tomar uma decisão, um resultado negativo deve ser combinado com observações clínicas, histórico do doente e informações epidemiológicas.

Os resultados preliminares de um estudo clínico realizado pelo Abbott com 241 amostras demonstraram que o teste Panbio COVID-19 Ag tem uma sensibilidade de 93,3% e uma especificidade de 99,4% em indivíduos com suspeita de exposição à Covid-19 ou com sintomas nos últimos sete dias. O Abbott enviou informações sobre o teste à Organização Mundial da Saúde (OMS) para integrar a Lista de Uso de Emergência.

O Panbio COVID-19 Ag Test foi desenvolvido com recursos de segurança de risco biológico para reduzir o risco de contaminação por vírus enquanto o teste é realizado por profissionais de saúde.

PR/HN

Share This