Melania Trump cancela presença em comício devido a tosse persistente

21 de Outubro 2020

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, cancelou esta terça-feira a presença num comício na Pensilvânia por apresentar ainda uma “tosse persistente”, devido à doença Covid-19, que contraiu no final de setembro.

Melania Trump deveria viajar até à localidade de Erie, juntamente com o marido, Donald Trump, para aquele que seria o seu primeiro comício em vários meses, de acordo com o anunciado esta semana pela campanha de reeleição do Presidente.

“A senhora Trump continua a sentir-se melhor a cada dia, depois de recuperar da Covid-19, mas com uma tosse persistente e para prevenir ao máximo não viajará hoje”, disse à agência Efe a porta-voz da primeira-dama, Stephanie Grisham.

Na semana passada, Melania Trump anunciou num artigo publicado no blogue da Casa Branca que já tinha feito um teste com resultado negativo para a Covid-19, e que planeava retomar as suas tarefas oficiais “quanto antes”.

Donald Trump anunciou em 01 de outubro que ele e a sua mulher tinham feito um teste positivo para a doença, também contraída pelo filho do casal, Barron Trump, de 14 anos.

Na publicação feita no blogue da Casa Branca, a primeira-dama descreveu os sintomas como “mínimos” mas que a sacudiram “como uma montanha-russa”, com “dores no corpo, tosse, dores de cabeça” e também “um cansaço extremo”.

Ao contrário do seu marido, a quem foram administrados, pelo menos, dois tratamentos experimentais e esteroides, Melania Trump afirmou que optou por “uma via mais natural” quanto aos tratamentos, “mais centrada em vitaminas e alimentos saudáveis”.

Melania Trump tem evitado, geralmente, fazer campanha pelo seu marido, que aspira à reeleição em 03 de novembro, sendo que em 2016 participou apenas numa ação a cinco dias das eleições, também no Estado chave da Pensilvânia, e não é certo, neste momento, se participará nalgum comício antes das eleições.

Donald Trump, por sua vez, assegura que está “imune” à Covid-19 e multiplica as suas viagens, tendo planeados, pelo menos, cinco comícios por dia na reta final da campanha, eventos de massas em que poucos participantes usam máscara.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (220.134) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 8,2 milhões).

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Meira diz que Força Aérea não tinha meios para ajudar INEM

O presidente demissionário do INEM revelou hoje que quando o instituto foi forçado a reduzir o serviço de helicópteros durante a noite, no início do ano, contactou a Força Aérea, que disse não ter meios para poder garantir a resposta necessária.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights