Gondomar acolhe filhos de profissionais de serviços essenciais na tolerância de ponto

27 de Novembro 2020

A câmara de Gondomar vai disponibilizar duas escolas para acolher filhos de profissionais de serviços essenciais, nomeadamente saúde e forças de segurança, cujos pais tenham de trabalhar nas segundas-feiras de tolerância de ponto, revelou hoje a autarquia.

Fonte da câmara de Gondomar indicou à agência Lusa que a medida está preparada para acolher até 100 crianças e será redesenhada conforme as inscrições que esta autarquia do distrito do Porto venha a receber.

As crianças poderão ser deixadas ao cuidado de funcionários, nomeadamente técnicos ligados às atividades de enriquecimento curricular, nas escolas Básica de Júlio Dinis e Básica de Rio Tinto.

Caberá à autarquia, que não adiantou valores de investimento com esta iniciativa, garantir as refeições.

Em comunicado, a câmara aponta que esta resposta é dirigida aos filhos de profissionais de saúde, de forças de segurança e de outros serviços essenciais, cujos pais se encontrem a trabalhar e não tenham retaguarda familiar a quem possam confiar os seus filhos.

Esta solução e válida para o ensino pré-escolar, 1.°, 2.° e 3.° ciclos do ensino básico.

“O objetivo é dar resposta aos constrangimentos causados às famílias dos profissionais de serviços essenciais que não possuem retaguarda para os seus descendentes, tendo em consideração a situação excecional em que vivemos”, refere a câmara em comunicado.

Portugal contabiliza pelo menos 4.276 mortos associados à covid-19 em 285.838 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23:00 e as 05:00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.433.378 mortos resultantes de mais de 60,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Esclerose Múltipla

Cristiana Lopes Martins, fisiatra nos hospitais de Portimão e Lagos (Unidade Local de Saúde do Algarve) e na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano; Eduarda Afonso, fisiatra no hospital de Faro (Unidade Local de Saúde do Algarve)

Enfermeiros querem reunir com António Gandra d’Almeida

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) saudou esta quarta-feira a eleição de António Gandra d’Almeida como novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde. Em declarações ao nosso jornal, o responsável afirmou que vai solicitar uma reunião com António Gandra d’Almeida e a nova equipa.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights