Brasil com mais 587 mortes e 51.922 novas infeções nas últimas 24 horas

29 de Novembro 2020

O Brasil registou nas últimas 24 horas mais 587 mortes associadas ao novo coronavírus, totalizando agora 172.561 óbitos, dos 6.290.272 casos de covid-19 contabilizados no país lusófono, segundo dados oficiais hoje divulgados.

De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde do Brasil, o país registou 51.922 novas infeções nas últimas 24 horas.

No país, cuja população ronda os 212 milhões de habitantes, a doença causada pelo novo coronavírus está com uma taxa de incidência de 82 mortes e 2.993 casos por cada 100 mil habitantes.

São Paulo, o Estado mais rico e populoso do país, continua a ser o foco da pandemia no Brasil com 1.238.094 de infeções, sendo seguido por Minas Gerais (412.996), Bahia (394.300) e Rio de Janeiro (352.760).

Em relação ao número de mortes, São Paulo (42.048), Rio de Janeiro (22.539), Minas Gerais (9.948) e Ceará (9.990) lideram nesse indicador.

O Brasil ocupa ainda a terceira posição mundial na lista de países com maior número de recuperados (5.562.539), atrás dos Estados Unidos (mais de 7,8 milhões) e da Índia (mais de 8,7 milhões).

No momento, 555.172 pacientes infetados estão sob acompanhamento médico, devido à covid-19, em território brasileiro.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.444.426 mortos resultantes de mais de 61,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Esclerose Múltipla

Cristiana Lopes Martins, fisiatra nos hospitais de Portimão e Lagos (Unidade Local de Saúde do Algarve) e na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano; Eduarda Afonso, fisiatra no hospital de Faro (Unidade Local de Saúde do Algarve)

Enfermeiros querem reunir com António Gandra d’Almeida

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) saudou esta quarta-feira a eleição de António Gandra d’Almeida como novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde. Em declarações ao nosso jornal, o responsável afirmou que vai solicitar uma reunião com António Gandra d’Almeida e a nova equipa.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights