África com mais 1.021 mortes e 26.098 casos

13 de Janeiro 2021

África registou nas últimas 24 horas mais 1.021 mortes por Covid-19, para um total de 74.444, e 26.098 novos casos de infeção, segundo os últimos dados oficiais da pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infetados é de 3.107.979 e o de recuperados nos 55 Estados-membros da organização nas últimas 24 horas foi de 55.855 para um total de 2.538.888 desde o início da pandemia.

A África Austral continua como a região mais afetada, registando 1.426.978 infetados e 36.984 mortes. Só a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, regista 1.259.748 casos e 34.334 mortos.

O Norte de África é a segunda zona mais afetada pela pandemia, com 994.860 casos e 26.265 vítimas mortais.

A África Oriental contabiliza 337.164 infeções e 6.230 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infeções é de 269.932 e o de mortes ascende aos 3.439 e na África Central estão contabilizados 79.045 casos e 1.526 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 8.304 mortos e 151.723 infetados, seguindo-se Marrocos, com 7.784 vítimas mortais e 453.789 infetados.

Entre os seis países mais afetados estão também a Tunísia, com 5.343 mortos e 164.936 infetados, a Argélia, com 2.816 óbitos e 102.641 casos, a Etiópia, com 2.004 vítimas mortais e 128.992 infeções, e o Quénia, com 1.716 óbitos e 98.432 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Angola regista 422 óbitos e 18.343 casos, seguindo-se Moçambique (201 mortos e 22.996 casos), Cabo Verde (115 mortos e 12.506 casos), Guiné Equatorial (86 mortos e 5.316 casos), Guiné-Bissau (45 mortos e 2.478 casos) e São Tomé e Príncipe (17 mortos e 1.066 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.945.437 mortos resultantes de mais de 90,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

UC integra estudo mundial sobre aumento da obesidade

Mais de um bilião de pessoas vivem atualmente com obesidade no mundo, segundo um estudo internacional em que participaram investigadores da Universidade de Coimbra (UC), divulgou a instituição.

Quinze ULS terão equipas dedicadas na área da Saúde Mental

Os primeiros Centros de Responsabilidade Integrados dedicados à Saúde Mental vão arrancar em 15 Unidades Locais de Saúde, numa primeira fase em projeto-piloto e durante 10 meses, segundo uma portaria publicada em Diário da República.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights