Instituto Pasteur abandona desenvolvimento de vacina contra a covid-19

25 de Janeiro 2021

O Instituto Pasteur anunciou hoje ter parado o desenvolvimento do seu principal projeto de vacina  , porque os primeiros ensaios demonstraram ser menos eficaz do que se esperava.

Um outro agente francês, o laboratório Sanofi, tinha anunciado em dezembro que a sua vacina estava atrasada e não estaria concluída antes do fim de 2021, devido a resultados menos bons dos que os esperados.

No caso da vacina do Pasteur, as respostas imunológicas induzidas “revelaram-se inferiores às observadas em pessoas curadas de uma infeção natural e também às observadas com as vacinas autorizadas” contra a covid-19, explicou o instituto para justificar a decisão de encerrar o projeto.

A vacina do Pasteur utilizava como base a vacina contra o sarampo, adaptada para combater a covid-19.

Para a conceção e distribuição, o instituto de investigação francês aliou-se ao laboratório farmacêutico MSD (nome do grupo norte-americano Merck nos Estados Unidos e no Canadá).

O MSD comprou no ano passado a empresa de biotecnologia austríaca Themis, com a qual o Pasteur trabalha há vários anos para a elaboração de diferentes vacinas, entre as quais a destinada à covid-19.

Os ensaios de fase 1 (primeiro estágio dos testes em humanos) começaram em agosto.

O Pasteur precisou que prossegue os trabalhos para outros projetos de vacina contra a covid-19, ainda num estado preliminar.

“O primeiro, administrável por via nasal, é desenvolvido com a sociedade de biotecnologia TheraVectys, especializada no desenvolvimento de vacinas. O segundo é um candidato a uma vacina de ADN”, a indicou o Pasteur.

Estes dois projetos, estão “ainda em fase pré-clínica”, disse sem avançar quando os ensaios poderão ser realizados em pessoas.

Por outro lado, esta paragem “não põe em causa o desenvolvimento de outros projetos de investigação e vacinas em parceria com a Themis/Merck-MSD”, baseados na vacina contra o sarampo, acrescentou o Pasteur.

Segundo o instituto, estão em curso investigações para utilizar esta tecnologia contra outras doenças infecciosas.

O laboratório farmacêutico norte-americano Merck anunciou hoje a interrupção do trabalho sobre duas potenciais vacinas contra a covid-19, incluindo a que está a desenvolver em colaboração com o Instituto Pasteur, considerando que não era mais eficaz do que as desenvolvidas por outras empresas.

O grupo prevê, no entanto, continuar a trabalhar em tratamentos contra o novo coronavírus, afirmou em comunicado.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.129.368 mortos resultantes de mais de 99,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 10.469 pessoas em 636.190 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights