Angola soma mais oito mortes e atinge mais de 48 mil casos positivos

3 de Setembro 2021

Angola registou nas últimas 24 horas mais oito óbitos associados à Covid-19 e 223 novos casos positivos, totalizando 48.004, período em que foram reportadas também 170 recuperações, anunciaram as autoridades de Saúde.

Os novos casos positivos foram registados maioritariamente na província de Luanda (141), seguido pelas províncias de Benguela (18), Bié, Huíla e Huambo com 15 casos cada, Zaire (06), Moxico (05), Uíje (03), Cuando-Cubango (02), Lunda Sul (02) e Cuanza Norte com um caso.

A província do Bié, centro sul de Angola, registou o maior número de óbitos em 24 horas, três no total, seguido pelas províncias de Benguela com dois óbitos e Huambo, Huíla e Luanda com um óbito cada.

Segundo o boletim epidemiológico da direção nacional de Saúde Pública angolana, os laboratórios processaram nesse período 2.603 amostras por RT-PCR e o cumulativo aponta para 918.761 amostras processadas com uma taxa de positividade de 5,2%.

As autoridades sanitárias angolanas informam que 182 doentes se encontram internados e em quarentena institucional estão 163 pessoas.

Angola, há mais de um ano em situação de calamidade pública, soma agora um total de 48.004 casos positivos, 3.030 ativos, 1.235 óbitos e 43.739 recuperados.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Guilherme Veríssimo: “A saúde começa pela boca”

A evidência científica comprova que a má saúde oral está diretamente relacionada com 23 doenças sistémicas, entre elas a diabetes e as doenças cardiovasculares, e cinco tipos de cancro. Esta realidade pode surpreender a maior parte da população, mas não os dentistas. Em entrevista ao nosso jornal, o Médico Dentista, Guilherme Veríssimo, frisa que a “saúde oral não se resume a uma questão estética”, deixando alguns alertas para a importância da correta higienização dos dentes. O médico dentista aproveitou ainda para desmistificar alguns dos principais mitos associados à doença peridontal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights