Ordem dos Advogados alerta para elevado número de casos nos tribunais

2 de Fevereiro 2022

A Ordem dos Advogados (OA) alertou esta quarta-feira para o elevado número de casos de Covid-19 registado nos tribunais e reiterou as críticas ao Governo por, no seu entender, ter excluído o setor da justiça do combate à pandemia.

Em comunicado enviado às redações, o bastonário Luís Menezes Leitão revela que “vários tribunais têm vindo a comunicar à Ordem dos Advogados sucessivos casos de infeção por SARS-CoV-2 em magistrados e funcionários” e considera que a variante Ómicron, apesar de poder ser menos severa, continua a provocar muitas mortes e que, por isso, “não permite que se abrande a vigilância” da pandemia.

“A Ordem dos Advogados lamenta que, contra o que atempadamente solicitou, o Governo não tenha sequer prorrogado as férias judiciais durante a semana de contenção, o que poderia ter evitado grande parte dos contágios que atualmente está a ocorrer. Na verdade, foi incompreensível que mais uma vez o setor da Justiça tivesse sido excluído das medidas de combate e controlo da pandemia”, referiu.

Os casos de Covid-19 que foram comunicados no último mês à Ordem centram-se nos núcleos de Leiria, Alcobaça, Pombal, Porto de Mós, Setúbal e Santiago do Cacém, embora possa haver mais casos que não chegaram a ser reportados ao organismo.

“Reitera-se a todos os colegas o apelo a que tenham especial cuidado nas deslocações aos tribunais, que há muito demonstraram ser lugares de risco para a propagação deste vírus”, concluiu Menezes Leitão.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada

Os trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada (PPP), garante Camilo Ferreira, coordenador da Comissão de Trabalhadores, que recordou, em conversa com o HealthNews, a exaustão dos profissionais naquele modelo de gestão e, como Entidade Pública Empresarial (EPE), a melhoria das condições de trabalho e do desempenho.

Governo quer “articulação virtuosa” entre entidades de saúde

O Governo está a avaliar as atribuições de entidades como a Direção-Executiva do SNS, a DGS e o Infarmed para garantir “uma articulação virtuosa” que consiga diminuir a burocracia e concretizar as políticas de saúde, anunciou hoje a ministra.

Menopausa: Uma doença ou um processo natural de envelhecimento?

A menopausa foi o “elefante na sala” que a Médis trouxe hoje ao Tejo Edifício Ageas Tejo. O tema foi abordado numa conversa informal que juntou diversos especialistas. No debate, os participantes frisaram que a menopausa não é uma doença, mas sim um “ciclo de vida”. 

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights