Governo adjudica construção do novo Hospital de Lisboa Oriental

20 de Julho 2022

O Governo adjudicou a obra do novo Hospital de Lisboa Oriental (HLO), que será construído em Marvila, num regime de Parceria Público-Privada (PPP), anunciou esta terça-feira em comunicado o ministério da Saúde.

Segundo a nota enviada às redações, o despacho conjunto assinado pela ministra da Saúde, Marta Temido, e o secretário de Estado do Tesouro, João Nuno Mendes, atribuiu o projeto à proposta apresentada “pelas empresas Hygeia – Edifícios Hospitalares, SGPS, S.A.; InfraRed Infrastructure V Investments Limited; Mota-Engil, Engenharia e Construção, S.A.; Mota-Engil Europa, S.A; e Manvia – Manutenção e Exploração de Instalações de Construção, S.A.”.

A nova unidade hospitalar vai ser construída numa área total de 180 mil metros quadrados na zona de Marvila e contar com 875 camas, garantindo a maior parte da atividade desempenhada atualmente pelo Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC), que agrega Hospital São José, Hospital de Santa Marta, Hospital de Santo António dos Capuchos, Hospital D. Estefânia, Maternidade Dr. Alfredo da Costa e Hospital Curry Cabral.

Além de todas as especialidades clínicas disponíveis nas atuais seis unidades do CHULC, o HLO vai incluir ainda as especialidades de Reumatologia, Medicina Nuclear e de Radioncologia e manter uma “ligação reforçada à Faculdade com forte componente de ensino e investigação”.

Para o Executivo, a nova unidade hospitalar vai ter um impacto positivo não só na cidade de Lisboa em termos médicos, mas também para a região de Lisboa e Vale do Tejo e, como hospital de fim de linha, para as populações do Alentejo e Algarve, com vista a reduzir as desigualdades no acesso aos cuidados de saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada

Os trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada (PPP), garante Camilo Ferreira, coordenador da Comissão de Trabalhadores, que recordou, em conversa com o HealthNews, a exaustão dos profissionais naquele modelo de gestão e, como Entidade Pública Empresarial (EPE), a melhoria das condições de trabalho e do desempenho.

Menopausa: Uma doença ou um processo natural de envelhecimento?

A menopausa foi o “elefante na sala” que a Médis trouxe hoje ao Tejo Edifício Ageas Tejo. O tema foi abordado numa conversa informal que juntou diversos especialistas. No debate, os participantes frisaram que a menopausa não é uma doença, mas sim um “ciclo de vida”. 

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights