Alunos de medicina realizam rastreios cardiovasculares gratuitos nos Açores

27 de Janeiro 2023

Alunos de medicina da Universidade dos Açores realizam este fim-de-semana rastreios cardiovasculares gratuitos no Parque Atlântico.

Os estudantes, certificados pela Fundação Portuguesa de Cardiologia, irão promover  nos dias 28 e 29 de janeiro rastreios cardiovasculares gratuitos no maior Centro Comercial e de Lazer da Ilha de S. Miguel.

A iniciativa visa “sensibilização para a adoção de estilos de vida saudáveis e de uma atitude preventiva de doenças cardiovasculares”.

Os estudantes esperam, assim, promover o alerta para possíveis fatores de risco.

Além da vertente educativa, os rastreios cardiovasculares têm por base medições de glicémia, tensão arterial e cálculo do IMC.

Em Portugal, as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte.

PR/HN/VC

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Guadalupe Simões: Quantidade de atos “não se traduz em acompanhamento com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”

Esta sexta-feira, Guadalupe Simões, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, criticou a escolha do Governo de pagar pela quantidade de atos. “Quando o Governo diz que dá incentivos ou que dá suplementos financeiros se fizerem mais intervenções cirúrgicas, se tiverem mais doentes nas listas, se operarem mais doentes no âmbito dos programas do SIGIC, se, se, se, está sempre a falar de quantidade de atos, que não se traduz em acompanhamento das pessoas com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”, explicou ao HealthNews.

Guadalupe Simões: “Reunião apenas serviu para o Ministério da Saúde promover essa chantagem tentando que nós suspendêssemos a greve”

A reunião entre o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) e o Ministério da Saúde “correu muito mal”. Na quinta-feira, “o Ministério da Saúde procurou chantagear o sindicato dizendo que só negociava se a greve fosse suspensa”, contou ao HealthNews Guadalupe Simões, dirigente do SEP, que, por esse motivo, pelos enfermeiros, pelos doentes e pelo SNS, espera que haja uma forte adesão à greve nacional de 2 de agosto.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights