Direção Executiva do SNS dá luz verde à contratação de 991 médicos recém-especialistas

2 de Dezembro 2023

A Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde autorizou a contratação de 991 médicos recém-especialistas para diferentes especialidades com apoio ao serviço de urgência e que concluíram o internato médico na época especial, foi hoje divulgado.

“Para as especialidades com apoio ao serviço de urgência e até ao número de vagas fixado na deliberação (um total de 991 postos de trabalho), é emitido o parecer genérico favorável da DE-SNS à celebração dos contratos de trabalho sem termo com médicos recém-especialistas que concluíram o Internato Médico na época especial de 2023, sendo dispensada qualquer outra formalidade com vista à autorização do recrutamento”, lê-se na nota do organismo.

As classificações finais do internato médico foram homologadas esta sexta-feira e o recrutamento pelas diferentes unidades hospitalares pode ocorrer a partir desta data, cabendo aos respetivos conselhos de administração a sua realização.

Fora deste âmbito ficam contratações para as especialidades de anatomia patológica, farmacologia clínica, genética médica, medicina do trabalho, medicina física e de reabilitação e radioncologia, cujas contratações ocorrem a partir de concursos das respetivas administrações regionais de saúde, mediante autorização por despacho dos membros do Governo responsáveis pela área da Saúde, Finanças e Administração Pública.

De acordo com as vagas fixadas na informação divulgada pela DE-SNS, a região do território continental a absorver o maior número de profissionais é a de Lisboa e Vale do Tejo, com vagas para 384 médicos recém-especialistas. Seguem-se as regiões do Norte (282), Centro (196), Algarve (65) e Alentejo (64).

Entre os hospitais destaca-se o Centro Hospitalar Universitário do Algarve, que congrega as 65 vagas da região, sobressaindo a especialidade de medicina interna, com oito vagas. Logo depois surgem o Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, com 47 lugares disponíveis, e o Hospital Distrital de Santarém, com 46.

A especialidade de medicina interna é, aliás, a que tem mais vagas para contratação sem termo de médicos recém-especialistas para a categoria de assistente da carreira médica, com um total de 121 entre os diversos hospitais do SNS.

Quanto aos médicos especialistas que tenham terminado o internato em épocas anteriores, a sua eventual contratação depende de um parecer prévio da DE-SNS à unidade hospitalar.

Relativamente às áreas de medicina geral e familiar e de saúde pública, o recrutamento tem lugar apenas através de concursos nacionais, pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), após a identificação das necessidades nessas áreas pelos diretores executivos dos agrupamentos de centros de saúde (ACeS), conselhos de administração das Unidades Locais de Saúde, e administrações regionais de saúde.

LUSA

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores da Cruz Vermelha exigem melhores condições de trabalho

 Vários sindicatos denunciaram esta terça-feira as “condições de trabalho desiguais” dos trabalhadores das diferentes delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, voltando a exigir um acordo de empresa que garanta iguais direitos e melhores condições laborais.

708 novos dadores na região do Médio Tejo em 2023

O Serviço de Imuno-Hemoterapia da Unidade Local de Saúde do Médio Tejo (ULS Médio Tejo) colheu, durante os 12 meses de 2023, 6.083 dádivas de sangue nas suas três unidades hospitalares. Foram 708 os novos dadores da região.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights